Seguidores

domingo, 28 de dezembro de 2008

Beija-me!


Que seja de borboleta
Ou de esquimó;
De violeta,
Sem dó! Beija-me.

Que seja de amor ou
De cinema,
Violento ou suave
Feito pena, beija-me!

Quero tua boca na minha,
Me entregar ao desejo,
Deixar de ser menina,
E me perder no teu beijo.

Pode ser quente,
Macio e molhado.
Levemente sugado,
De olhos fechados...
Beija-me

Elaine Barnes 1997

Nenhum comentário: