Seguidores

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Então...Vamos pintar!


Pinta no seu muro a liberdade da areia.
Pinta na prisão do aquário, uma sereia.
Pinta pegadas no teu terreno baldio.
Pinta um amor no coração vazio.

Pinta o lôdo do chão,
Com tinta anti-solidão.
Pinta voz na tua alma,
E a ouça com muita calma.

Pinta todas as tuas paredes,
E nos teus ganchos, uma rede.
Pinta ordem no teu rancho,
Pinta no cansaço um descanso.

Pinta sempre o que está feio.
Pinta espaço no que está cheio.
Pinta um regaço e deita no colo,
Pinta o caos de aconchego.

Pinta na tua mesa uma ceia,
Pinta um trono na tua cadeira.
Pinta um convite especial,
E pinta de Jesus teu Natal!

Pinta o velho, de novo.
Pinta um pintinho no ovo.
Pinta de pertinho o que está longe.
E Pinta de bem vindo 2014!

Desejo a todos os que aqui passarem um Feliz Natal de Amor e uma pintura brilhante no Ano Novo, com as cores da Paz, Prosperidade, Alegria, Saúde e muita, mas, muita FELICIDADE!!!

Elaine Barnes

Tem blogagem coletiva Nos Olhos da Coruja estou participando do Blog Retrô da Elaine Gaspareto Participe também!
24/12/10

sábado, 4 de dezembro de 2010

Aniversário com até breve


A todo mundo da blogosfera que me visitou e a todos aqueles que visitei, meu agradecimento mais sentido, com sentimento de amor e amizade.
A todos que acompanharam meus passos alegres e aos que tiveram amorosidade para continuarem aqui, mesmo com minha ausência de inspiração...Amo vocês de verdade.
Meus mais sinceros pedidos de desculpas àqueles com quem faltei.
Manter um blog no ar por dois anos não é fácil, faltar com amigos que prestigio tanto, também não está certo, mas, nem tudo é como a gente quer.
Os momentos difíceis que tenho passado se alongaram demais, a inspiração não vem e eu não tenho condições de continuar falhando como blogueira. Meu blog agoniza a olhos vistos e me despeço temporariamente de todos prometendo voltar como fui: Amiga presente, sempre.
O aniversário do blog é dia 6 de dezembro e compartilho com todos que aqui estiveram me incentivando e oferecendo carinho.
Parabéns a todos e um montão de beijos, abraços e agradecimentos por tudo que aqui vivi e aprendi com vocês. Não tem preço que pague,tem tempo que apague toda essa amizade.
Elaine Barnes
Este selo de dois anos me foi ofertado pela amigona Majoli e está no meu blog amigos e mimos da coruja pra você. Nos Olhos da Coruja tem fotos novas

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Balada de um faz de conta


Conta-me uma história agora,
Pra que eu viaje nas suas emoções
Pois, as minhas estão no agora que não quero viver!
Conte-me uma história então, minta sobre um mundo paralelo, mágico onde não exista traição. Conte-me sobre a ilusão, invente uma história bonita movida pelo coração, onde o roteiro permita respirar a paz, esperança e se consiga manter limpo o amor.
Por favor, não coloque sonho despedaçado, espelho quebrado, alma perdida, imagem sofrida, confiança traída, história repetida de amor que perdeu a cor.
Conte-me a mentira, que não existe a partida de quem nunca chegou.
Sabe, a ilusão não tem realidade doída, então me conte uma história sem conflitos que me descanse os olhos aflitos, e alivie meus ouvidos.
Invente um lugar pra me contar, onde as pessoas saibam alimentar o amor pra ele crescer, aumentar, alimentado, nutrido, pois ele não existe sofrido.
Vai, use a imaginação! Que não ousem se machucar e matar os sonhos que elas mesmas sonharam. Coloque plenitude, nobreza, respeito e caráter no amor para sempre.
Quero uma história contada sem “morte matada”, sem pesadelo acordada, sem lágrimas frustradas. Embale-me no faz de conta só por hoje. Eu só estou cansada. Deixa-me descansar na sua voz, pois a minha emudeceu. Se morreu poderá ser ressuscitada,mas, não agora,pois agora só quero uma nova história.

Elaine Barnes

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Sessão Coruja- Cadeira de Balanço



Cadeira de balanço embalou sem descanso,
Tantos sonhos meus.
Muitas vezes feliz; libertei-me do ranço,
Recostada nos braços teus.
Como todo ser humano,
Eu, eterna insatisfeita;
Muitas vezes me perdi.
E nos meus desenganos,
No teu colo me encontrei...
No teu silêncio me recolhi.
Foi tão bom teu aconchego em
Todos os dias que vivi.
Guardou meus segredos,
Desabafos e medos...
Entre goles de Parati.
Fiel companheira,
Velha amiga de madeira...
Continuas aí!
Range comigo de velhice,
Paciente com minha tagarelice...
O tempo passou e ainda não cresci.

Elaine Barnes

8/09/1994

domingo, 10 de outubro de 2010

Sessão Coruja- Minha Cozinha Vazia

Minha barriga ta ôca.
Coloquei arroz no fogo,
Linguiça na frigideira,
Enquanto cozinho um ovo.

Reguei algumas plantas com água de saudades.
Lavei o quintal e arrisquei umas pinceladas,
Mas, o sol derrubava minhas águas retidas...
Molhava -me a testa como o arroz que borbulhava,
E os olhos com água salgada.

Coloquei música pra encher de gente a cozinha.
Cantei e dancei sozinha,
Pelos caquinhos limpos e encerados,
Enquanto fritava a linguiça.
O gato me olhava intrigado com sua preguiça;
E eu dançava com as borbulhas do arroz cozinhando...
Enquanto picava a solidão num prato de salada.

Tudo desligado sorri para meu cão no quintal.
Fiz meu prato e o acomodei na pia.
Cantei meu bem...Meu mal...
Tudo zen, tudo assim...
É, hoje minha cozinha está tão vazia...
Vazia de amigas, de filhas...Vazia de mim!

Elaine Barnes
9/02/2009

Agradecendo a força dos amigos com os blogs da Sheila
Da alma ao Papel e Pintando A vida
Ela está muito feliz! Obrigada de coração a todos que mesmo eu estando tão ausente por motivos de força maior, nunca deixam de vir e distribuir carinho.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Momento Feliz!

















Existem fases da vida em que ficamos perdidos. Lutamos para entender e encontrar a saída. Desanimamos, buscamos a fé e queremos ver a luz.
Na realidade que criamos, não cabe vitimismo. Somos responsáveis por nossa plantação e colheita. Quando nos aceitamos com qualidades e defeitos, podemos mudar! Quando não perdemos o enfoque de nos permitir amar e ser amada apesar dos problemas, a luz vem chegando em simples gestos de amorosidade e amizade. Encontramos força pra continuar,pegamos tantas mãos estendidas e agradecemos a oportunidade de nos tornarmos melhores. Amigos são lanternas que iluminam nosso caminho,mesmo quando estamos doentes não esquecem da gente, se doam,se dedicam com prazer quando sabem que queremos nos ajudar e sair do caos.
Obrigada companheiras por me darem uma festa de aniversário inesquecível. Por não medirem esforços para me darem o presente mais valioso que prezo mais que tudo. Amizade!

Indicando os blogs da minha amiga Sheila .Da alma ao Papel e Pintando A vida Ela está começando agora e precisa daquela forcinha que só vocês sabem dar. Tem talento de sobra.Obrigada amigos por sempre poder contar com vocês.

sábado, 11 de setembro de 2010

Sessão Coruja- Pinta de Novo Vai!




Pinta de novo vai!
Gostei da flor no teu rosto,
Pintado, iluminado de sol!
Pinta a vidraça do teu cafôfo...
Pinta um peixe sem anzol!

Pinta mais um pouco vai!
Põe verde claro no quintal,
Pinta suas pernas, braços...
Pinta na linha reta um caracol!

Pinta na distância um abraço...
Pinta uma companhia,
no solitário farol.
Pinta mais um pouco vai!

Pinta no chão a subida do morro,
Pinta um coqueiro genial!
Pinta o ôco do côco,
E nas patas do cachorro... A digital!

Pinta mais um pouco vai!
Pinta a salvação do socorro,
Pinta de brisa seu vendaval!
Pinta teu demônio mais louco...
Pinta nele um anjo especial!

Pinta a ação no coração
E na ilusão o real;
Pinta um amor na solidão
E na tua escuridão um sol.

Elaine Barnes

Indicando os blogs da minha amiga Sheila .Da alma ao Papel e Pintando A vida Ela está começando agora e precisa daquela forcinha que só vocês sabem dar. Tem talento de sobra.Obrigada amigos por sempre poder contar com vocês.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Invadindo para lhe desejar um FELIZ ANIVERSÁRIO



Hoje todas as rosas se abriram em comunhão...

Todos os relógios em um tic-tac conjunto

cantam-lhe uma canção!

Hoje o sol está radiante mesmo entre nuvens.

Pode-se ouvir lá longe a cotovia anunciando que todos os pássaros se reúnam,

Para um coral de felicitações...

As arvores fazem alarde chacoalhando suas folhas...

Jogando sobre as ruas flores de todas as cores, como querendo formar

um lindo tapete para que seus pés caminhem...rumo a felicidade!

E o vento sopra em suavidade quase assoviando uma doce musica

em tons suaves e notas singelas,

acompanhado por uma dança magistral das folhas,

por um coral que ergue suas vozes ... A natureza está em festa...

Hoje a corujinha completa mais um ano de vida.

Ela que é guerreira, que já venceu tantas batalhas,

que não sucumbe a dor, não represa sentimentos, mas

os entrega em seu olhar.

A corujinha que observa e quando fala, não diz palavras amargas,

mas sempre está disposta a um carinho, a uma palavra de amor.

Hoje esta menina- mulher está ganhando mais experiência, mais sabedoria, mais

maturidade.

Mas nunca , jamais ela perderá a criança que a torna doce, sensível, divertida e principalmente

A faz ser pura em sentimentos.

Não existe uma amiga mais sincera, mais companheira e mais abnegada.

Hoje amiga o mundo é seu, o dia é seu e tenho certeza, todas as canções são suas.

Deus em sua infinita sabedoria a colocou em meu caminho, para me ensinar a ser mais

compreensiva, mais flexível, a me cobrar menos , a não exigir de mim uma perfeição impossivel.

você amiga ,me ensina todos os dias que o que vale é ser feliz.me ensina a não boicotar meus sentimentos.

Você amiga me mostrou um mundo que eu não conhecia, um mundo onde a luz brilha, onde as amizades são sinceras. Me ensinou a dizer não quando sinto vontade de dizer não...e a dizer sim de coração aberto.

Sabe porque hoje é um dia muitíssimo especial?

Porque hoje minha querida, toda a natureza te contempla, todos os amigos pensam em ti, todos te abraçam mesmo que em pensamentos e reunidos e e em ressonante voz, cantam a ti um magestral



♥FELIZ ANIVERSÁRIO...♥


Sua amiga sempre...Sandra Botelho



Pegue seu selinho lá no Amigos e mimos da coruja


domingo, 5 de setembro de 2010

Apenas uma Canção


É assim que é !!! Tudo continua igual como sempre foi ...
E eu sempre soube na verdade ...
E não quero.
Nada muda e você sempre me acusa
Que meu mundo é diferente do seu.
E não quero!
Você só vê o inferno
E eu só vejo o céu.
Nas linhas do meu caderno,
Está escrito que sou apenas eu.
Você lê outro alguém...
E eu não quero!
Eu sempre soube
Que não me aceitaria,
Mas insisti que lesse minha alma
Na esperança de um amor real.
Mas você é tão superficial...
Nada muda,tudo continua igual
E eu não quero!
Não é isso que espero.
O amor não pode amar
Só o que vê e não sente.
O mar aceita o vendaval
Porque o faz diferente.
Nada pode ser tão igual,
Até o coração engana a gente
E eu não quero!
Sempre foi assim!

Elaine Barnes

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Sessão Coruja- Os Bancos Também Amam



Era uma vez dois bancos vazios, que
Há muito tempo moravam em uma praça.
E papo vai, papo vem, tornaram-se íntimos,
Contavam histórias com certa graça.

Falavam de antigos relacionamentos,
De paixões "sonrisal" efervescentes,
Como se o mundo fosse acabar,
Em borbulhas adolescentes!

Semelhantes juras de amor eternas;
Em ambos, juradas ao primeiro encontro.
Descreviam línguas virgens, ansiosas...
E corações batendo sexo pronto!

Houve também casos contados de brigas,
Em que cada um foi para o seu banco.
Disseram adeus em tristes despedidas...
Com lágrimas esquecidas num canto.

Proseando sobre as semelhanças da vida,
Os bancos perceberam que guardaram mágoas,
Mas, que também viveram muita alegria,
Pois sempre renovavam suas tábuas!

Pintavam novos anúncios;
E o romance sempre voltava,
E entre diversos assuntos,
O sol se chegava e brilhava!

Os bancos então descobriram,
Que nunca estiveram sozinhos.
Eram colos , ninhos de amor,
Para os casais de passarinhos!

De repente, como se fosse a primeira vez,
Olharam-se de maneira diferente.
Como tinham muito amor pra oferecer...
Por que não dar um ao outro esta chance?

Por viverem muitas histórias,
Descobriram que sempre esvaziavam,
A cada dia abriam espaço para o novo;
E somente agora enxergaram!

Inspirados no mesmo instante pelos pássaros,
Que limpavam o bico beijando a flor,
Os bancos brilhavam sentimentos maduros,
E trocaram juras de não sujar o amor.

Espelharam a nova nuance,
E descobriram-se enamorados,
Pintaram a essência do próprio romance,
Na tinta nova, o anúncio de apaixonados!

Elaine Barnes ( no banco da praça)
Ofereço o selo desse blog com muito carinho e gratidão. Está
nos Amigos e Mimos da Coruja
Aceite,é de coração!Ah,tem filminho do Davi Nos Olhos da Coruja

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Sessão Coruja- Vulcão de Cristal


Hoje quero só o que tenho.
Ontem nem me lembro.
Amanhã posso sonhar...
Será que o querer é uma busca?
Ou a busca é do querer?
O que pertence a que?
Sinto que busco a mim.
Quero respostas dessa roleta.
Às vezes creio que quero querer...
Mas no fundo, não quero.
Escapo, fecho a gaveta
E só quero ser borboleta.
Ir pousando no mundo...Encontrando prazer!
Mas, como posso querer o Todo,
Se não sei aonde começa e onde termina?
Quero então o mais profundo e escavo uma mina.
Em meio a "ouro de tolo” encontro um cristal de menina!
Hoje vejo que ontem então, eu só queria querer:
A plenitude de voar, mergulhar e viver com liberdade.
Hoje quero que a felicidade seja feliz de verdade.
Dentro dela também existe uma tristeza que cava.
Existem crateras e abismos, dor de saudade...
Mas, também a alegria cristalina da água.
Quero o diamante no anel da realidade.
Amanhã...Quem sabe?
Posso buscar você no meu vulcão,
Dar de presente um par pro meu coração...
E querer só te querer livre e a vontade.

Elaine Barnes 15/10/2009
Foto de João Pereira ( site olhares)

Ofereço o selo desse blog com muito carinho e gratidão. Está
nos Amigos e Mimos da Coruja
Aceite,é de coração.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Pode me ajudar a terminar o poema?


Tantos sentimentos ficam na gaveta, tantas coisas que poderiam ter sido vividas e não foram, palavras não ditas, gestos não desenhados...
Quando pensamos que tudo estava escrito, na verdade era apenas um rascunho.
Muitas coisas ilegíveis, palavras invertidas em páginas espelhadas.
Pudera ser de giz as escolhas erradas,
Apagaria a cópia da lousa.
Mas, tudo foi escrito na vida,
Mesmo que ela pareça louca.
Sempre há tempo de melhorar a caligrafia,
Passar a limpo uma nova redação.
O amor também troca de roupa,
E deixa jovem um velho coração.
Quando pensamos...

Elaine Barnes
Olá amigos! Além da colaboração de vocês pra finalizar esse poema gostaria de Oferecer o selo desse blog com muito carinho e gratidão. Está
nos Amigos e Mimos da Coruja
POSTAGEM MINHA NO BLOGGIRLS ESTA SEMANA,ADORARIA QUE VISITASSEM. OBRIGADA PELA FORÇA

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Em Breve Voltarei as Visitas!


Somos frágeis demais.
Em um minuto ficamos doentes, sofremos e sentimos dor.
Nesse momento em que Deus estende suas mãos e nos dá uma nova chance. A gente se agarra e agradece. Nessa hora difícil ainda a tempo de colher o que plantamos.
Na dificuldade conhecemos as pessoas de verdade.
Algumas amizades novas e outras antigas se uniram em solidariedade para cuidarem de mim.Amo e gosto de apresentar gente do bem para gente do bem.Formar uma corrente que acrescenta. Fazer a ponte da amizade.
Moro sozinha e não quis ficar na filha mais velha, mãe do Davi. O apto é muito pequeno e eu só atrapalharia. Escolhi vir pra casa. Ellen amiga corretora que conheço apenas um ano e meio, me acompanhou em tudo e ficou comigo das três da tarde até as quatro da madrugada no dia fatídico.
Mandou faxineira na minha casa e cuidou dos meus bichos. Trouxe-me frutas e atendeu clientes pra mim.
Minha filha foi me buscar com a sogra e a tia do meu genro. Uma me trouxe comida, a outra todos os remédios. Enviaram-me marmitinhas deliciosas. A casa em ordem...Nossa, uma surpresa boa mesmo.
A secretária Laila da imobiliária veio resolver meus problemas com a net e meu cão que precisava de pet shop. Um docinho ela.
A Vizinha me deu pastel no sábado e lavou o quintal, além de levar e buscar meu cão no banho.
A Sandra Botelho do blog Meu Aconchego, amizade nova também, veio várias vezes aqui trazendo comida pronta, coisas de mercado, limpando minha casa, cuidando de tudo, fazendo minhas unhas, cabelo, sobrancelha em uma dedicação amorosa incrível.

As amigas antigas encheram minha casa em mutirão divertido no domingo passado. Uma limpava, outra lavava, cuidavam da roupa... Outras foram ao mercado fizeram almoço e deixaram uma sopa pronta para que eu tivesse comida na segunda. Elisabete Forster(Bete),mais a Inês,Lena, além de toda ajuda muita alegria e bom humor;a Piura trouxe coca cola e torta de morangos,meu amigo Irineu e a bela Bárbara (marido e filha da Piura) para completar a festa do apêndice,
a Marcinha do blog OCAA Geograficamente IN trouxe patês e pães(amizades de muitos e muitos anos,Inês e Piura há trinta anos já,todas amizades de muito tempo) e Michelle(filha mais velha) trouxe o Davi divertido,alegre e fofo.A casa ficou vazia quando foram embora. Nusssss!
Na semana veio a Nilva, minha amiga corretora de muitos anos maravilhosa e leal com: carnes, macarrão, roupas...Muita amorosidade.
Jane outra corretora amigona me trouxe panquecas. No sábado voltou com pastel de feira e vai me levar tirar os pontos.(Sempre me ajuda nas mudanças de casa e não me falta)
Muitas não puderam vir ainda, mas me ligaram.Lembraram de mim o que me deixou muito feliz.Obrigada meninas!
Não fiquei na net esses dias, mas, vi todos os recados amorosos dos amigos aqui.(agradeço o carinho do fundo do coração)
A vida é frágil, mas com amigos ela se fortalece.
Neste domingo minha amiga Bete veio novamente com a filhinha dela Ynaeh,trouxe remédios, coisas que acabaram aqui, feira e mercado e almoçamos juntas com a comida pronta que a Sueli Benko do blog Fenixando trouxe, além de frutas, bolo... E preparou também uma bela caipirinha de mexerica. As duas descobriram uma porção de afinidades e se tornaram amigas também.
A minha amigona Inês veio à tarde com a Lídia do blog Cor de Rosa Choque.Trouxeram o café da tarde. Rimos, choramos e ficaram aqui até a noite. A Monique minha filha que está na Irlanda entrou na net para nos ver e foi uma emoção, nos apresentou o namorado e está feliz. Pediu ainda que as amigas, (tias dela),que não me abandonassem e agradeceu muito a companhia delas aqui.O segundo domingo foi também de alegria, carinho, solidariedade e muita amizade. Pena não ter fotos de todas. Assim vou me recuperando pra voltar a trabalhar. Na quarta vou tirar os pontos e recomeçar...Obrigada de coração a todos que me encheram de carinhos virtuais e reais.
Amigos são mesmo lanternas que iluminam meu caminho. Nunca estarei só.Tenho esses Anjos a me acompanhar.


1/08/2010

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Amigos,ficarei com mais saudades


Olá amigos!
Venho com um pouco de dificuldade agradecer a presença na blogagem coletiva Auto-Estima e o Feminino do blog Diários de Bordo da Aleska.
Infelizmente comecei com uma forte dor de estomago no domingo para segunda-feira, por isso não consegui ir retribuindo o carinho de todos.
Na terça piorei bastante com dores fortes no abdômen e minha amiga Ellen levou-me ao hospital. Muitas horas depois houve a suspeita de apendicite e queria me internar. Saímos fugidas do hospital público e fomos para um aqui na zona norte que me convênio cobriria.
Fiz tomografia e ultra-som, A apendicite não apareceu em nenhum desses exames, porém as dores e exames manuais informaram que ela existia. Na quarta-feira minha filha foi no horário da visita e chorou muito. A Ellen havia ficado comigo das 15h até às 4h da madrugada. Nem sei como agradecer é tão imenso tudo que ela fez!
Fiquei sem bateria nos dois telefones e ninguém sabia de mim!
Operaram na quarta-feira mesmo, e a coisa já estava grave!
Hoje cheguei em casa e fiquei feliz, mesmo com as dores e tanto medicamento, pois A Ellen havia providenciado uma faxineira. Minha filha foi me buscar com a tia do meu genro, me trouxeram aqui e logo foram atrás dos remédios. A Sogra da Filha que se chama Silvia já apareceu com almoço e jantar pra mim.
A Vizinha Lisa já havia recolhido minha roupa e ficou a disposição do que precisasse; Laila minha amiga e secretária da imobiliária já resolveu os problemas com a fatura da net e o banho do flic no Pet shop que deixei pago e não pude levar. Os gatos e cachorros, meus e a da vizinha vieram alegres e aliviados me receber. Que falta eu senti deles!
Maria Bonfá me ligou e a Sandra Botelho também e daqui a pouco estará por aqui, claro que depois que resolvi o problema das baterias, rs...Fiquei dias incomunicável! A família me procurava e não me encontrava, mas, já consegui avisar minha prima que estava atrás de mim feito louca.
Vou ficar mais quinze dias se molho e se der febre tenho que voltar ao hospital.
Amanhã outras amigas também virão aqui e domingo já sei que a Bete Forster uma outra migona também virá, ela já mandou avisar. Todas sendo solidárias e querendo ajudar de alguma forma.
Ah O Davi e a Amanda madrinha dele também estavam no carro.Gente fazia uns dias que não o via. Quando desci do carro pude olhar bem pra aquela carinha mais linda, não faltou vontade de apertar as bochechas.
Então, obrigada pela atenção de todos e voltarei assim que puder pra minhas visitas que tanto gosto. Não me esqueçam heim!Montão de bjs e abraços a todos os amigos, pois de verdade, minha vida sem vocês seria uma tristeza.
Amo a todos!
Elaine Barnes
23/07-2010 as 16:30 h

domingo, 18 de julho de 2010

Blogagem Coletiva-AUTO-ESTIMA E O FEMININO


Fiquei pensando o que falar e como participar dessa blogagem se a minha auto estima não é nada alta. Teoricamente sabemos muitas coisas sobre ela, mas, na prática mantê-la em alta requer exercício e treino, até incorporar.
Para as mulheres que são lindas, magras,podem se vestir na moda, cuidar da pele e do cabelo nos melhores salões com melhores produtos; ainda fazer academia, realmente cultuarem o físico,a estética... A auto-estima sobe pra caramba! Todo mundo elogia, enaltece o quanto é jovem e bonita...Ela sente-se bem consigo e leva a vida muito feliz.
Outras ainda trabalham, são formadas, ganham bem, independentes, dedicadas, disciplinadas e resolvem tudo. Auto -estima lá em cima!
O exemplo um de repente encontra o príncipe encantado e no decorrer do andar da carruagem ele esfria, não elogia, nunca diz que está bonita, não curte as amizades que ela tem, odeia a academia, começa proibir tudo...Se ela tiver uma auto-estima verdadeira, vai se colocar, tentar resolver e senão acontecer vai deixá-lo. Se não for verdadeira, ficará pra baixo do jeitinho que ele quer,se submeterá para agradá-lo.
No exemplo dois. Se alguém chamá-la de burra e incompetente...Se a auto-estima for verdadeira, não se abalará e responderá a altura continuando sua caminhada. Se não for, chorará no banheiro, irá pra casa em lágrimas pensando em como descobriram seus pontos fracos, que não é tão boa assim, que não poderia ter errado, que é uma burra mesmo...Cai do salto!Auto estima despencada.
Já percebi que a minha está ligada ao trabalho. Preciso sentir-me útil, produtiva e ser recompensada. Se não tenho retorno do meu lado profissional fico mal.
Para encerrar esse tema que vai longe, ter auto-estima na minha opinião é amar tudo que vem de dentro e se sustentar por ele. Sentir-se à vontade sendo nós mesmas com nossas qualidades e defeitos. Não nos intimidar com quem só quer nos por pra baixo. É se bancar internamente se o externo nos agride. É seguir, mesmo quando tropeçamos e caímos, porque acreditamos de verdade que vamos levantar. É ficar do nosso próprio lado mesmo que o amor da nossa vida não esteja.É jamais nos abandonar
para não ser abandonada, por quem só tenta derrubar nossa auto-estima. Uma frase que li na lousa uma vez e nunca esqueci: “Quem ama não se submete”.
Elaine Barnes
Foto site Olhares-Autora Marilis
Blogagem do blog Diários de Bordo da Aleska

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Blogagem Coletiva-Tempos de Criança



Bonecas Esquecidas

Lembra da susi e da beijoca,
Do glu glu e da amiguinha?
Da risada da guigui e sua melhor boneca?
E quando deixou de ser menina?

O algodão doce no parquinho,
A música oferecida por um fã,
O coração a se entregar todinho...
Ao mel do interessante galã.

O primeiro beijo na roda gigante,
A novidade de um romance.
A pureza da libido adolescente,
Vivida a todo instante?

As bonecas esquecidas num canto,
Agora eram só um relance;
Todas elas te chamando...
Sem nenhuma chance.

A vida com outros enfeites,
O primeiro salto alto...
Árvores encobrindo corpos quentes.
Pegadas de paixão no brilho do asfalto.

Ficou lá atrás a amarelinha,
Com cascas de banana dobradas...
Dominava dez casas sozinha,
E ganhava o céu estrelado!

Sonhava com o“para sempre” amor...
Príncipe dos olhos teus,
Sem sombra de alguma dor,
Sem a prisão do adeus.

A música sendo escrita,
Letra de Afrodite na melodia de Orfeu
No arranjo muita auto-estima,
Porquê o cantor era teu!

Se crescer doeu e desceu
Ao porão da ilusão e seus véus...
Você nem percebeu que a canção,
Tocava no inferno do teu céu.

E as bonecas tão cedo esquecidas,
Ainda sorriem tingidas pelo tempo,
Sentadas na passarela da vida...
Feito túmulos mágicos de segredos.

Elaine Barnes ( Se tem 50 anos vai lembrar dessas bonecas)
22/11/09 foto site olhares autor Jota Junior

Promovida pelo blog aniversariante É O Menino -Homem?
Vejam quarto encontro das Bloggirls Nos Olhos da Coruja
Ah não esqueçam de participar da campanha Adote um Blogueiro
Dia 19 de julho teremos mais uma blogagem coletiva"Auto-estima e o Feminino no blog Diário de Bordoda Aleska. Participem!

terça-feira, 13 de julho de 2010

CHUVA PASSAGEIRA


Que chuva é essa, que refresca minha mente,
Que destrava meus dentes,
Que alivia o que está quente,
Que refresca minhas lágrimas?

Chuva de paz,
Que só amigo trás,
Chovendo abraços,
Embrulhado em laços.

Penso que o amor,
Seria chuva de flor,
Lavando a alma,
Pedindo calma.

Lembro-me da paixão,
Chuva no coração,
Que não quer sair do começo,
Pois no fim tem seu preço.

Lá vem chuva de granizo!
Com barulho de guizo
E me tão sinto agredida,
Pela realidade perdida.

Escondo-me em um beco,
O guarda chuva é de frevo,
Procuro a fantasia sonhada...
Mas se foi pela enxurrada.

Que chuva é essa que me banha
De frescor e alegria,
E me bate sem piedade
No outro dia?

Só quero agora um pouco de chuva colorida!
Banhar-me com as cores quentes da vida.
Que essa realidade criada e fria...
Seja água de ontem e hoje me sorria.

Elaine Barnes(Todo na vida passa,então vou ficar do meu lado)
13/07/2010 Bloggirls 4ºencontro Não deixem de ver !
Inscrevam-se para uma blogagem coletiva no blog Diário de Bordo o tema é " Auto-estima e o feminino" deixe um recado lá dizendo que quer participar,será muito bom para todo mundo!
Ah e tem campanha adote um blogueiro

sábado, 10 de julho de 2010

Tirar o Chapéu e Alcançar o Céu


Eu tiro meu chapéu para o amor, seja ele romance; escrito; falado; cantado, beijado, planejado, simplesmente sussurrado...Vivido!
Acho bonito quando as pessoas têm o maior compromisso consigo mesmas e vão se purificando,melhorando,tornando-se mais compreensivas e menos possessivas.
Se tivesse um chapéu não tiraria para aquele amor sofrido, que chora, que não confia, que faz chantagem e que vigia.
Quem não viveu um amor assim? Que não trás alegria nem felicidade, só dor e insegurança sem nenhuma temperança? Quem não viveu num inferno quando só desejava o céu?
Não adianta querer o novo, o melhor, o diferente... Alimentando a mesma postura que achava certa. O “outro” sim estava errado! Aí é fácil né? Vitimista sem amor próprio!
O amor é como um espírito de luz, não um encosto! Tem vida, energia, precisa de alimento que vem da gente não só do outro.O amor é seu e meu, senão é vampiro!
Tiro meu chapéu para o amor que amadureceu, se valorizou e encontrou seu par mais inteiro. Que confia, que vive e deixa o outro viver, que tem bom humor e acredita que o nosso maior compromisso é com a vida porque o amor...Só pode nos libertar!
Ele permite que possamos ser nós mesmos,sem fazer "Tipo" e nem nos diluirmos na relação. Quando dói,sofremos indiferença,humilhação,insegurança,despreso,desespero...Pode dar qualquer nome,menos AMOR!
Elaine Barnes
13/03/2010
Foto Olhares- Autora Dina Rito
Visitem Bloggirls Postagem da semana com Sandra Botelho Ela publicou um poema meu no "Meu Aconchego" e teve um comentário de arrepiar,nos chamou de burras,rs...
Inscrevam-se para uma blogagem coletiva no blog Diário de Bordo o tema é " Auto-estima e o feminino" deixe um recado lá dizendo que quer participar,será muito bom para todo mundo!

terça-feira, 6 de julho de 2010

A PANELA


Ela vem a milênios se modificando
Mas a função é sempre a mesma
Alimentar!

Cada um cozinha nela
O que pode e o que tem;
Depende da criatividade
Do real que foi vintém!

Panela é necessidade:

Pode fazer doce com canela,
Se você está bem.
É só chegar perto dela,
E a água na boca vem!

Se estiver com raiva,
Pode atirá-la em alguém...
Então é melhor nem cozinhar nada,
Comida raivosa é veneno também!

Sua forma redonda e charmosa,
É um símbolo feminino.
Fica também muito vaidosa,
Quando é mexida pelo masculino.

Ela cria a receita,
Ele ordena a idéia,
A toalha desmaia na mesa,
Enquanto a colher rebola na panela!

Alimentar é uma arte!
Vazia, ela se apronta pra receber.
Cheia, ela cumpre sua parte
No ciclo de oferecer e viver.


Elaine Barnes Meu outro blog Nos Olhos da Coruja
Foto olhares-autor Soter França Junior

terça-feira, 29 de junho de 2010

O luto acabou e a página amarelou


Chora não.
Escreve uma canção,
Cante a dor que vai passar!

Se feche não.
Até o belo botão,
Desabrocha pra mudar!

Sofra não.
Um amor tem sua razão,
É livre pra ir ou ficar!

Implora não.
O adeus é uma decisão,
E a chegada é onde quer estar!

Humilhe-se não.
Veja o bambu envergado ao chão,
É tão forte que volta ao seu lugar!

Abandone-se não.
O adeus é um aceno de mão,
E não pode te matar!

Viva então!
Mesmo que se sinta na escuridão...
Ela é apenas o fundo do teu mar.

Suba então!
Trás o tesouro do teu coração...
O poder de escolher, a quem entregar!

Ao entender o luto,
Seu poder é absoluto,
Para de novo poder amar!

Elaine Barnes
Foto Elaine
Namorinho do Davi nos Olhos da Coruja
Quero agradecer com muita emoção a homenagem tão linda que a Juliana Lira me presenteou. O Blog é o Reticencias
Sem dúvida meu emocionado agradecimento pelo acróstico que a Clecilene do Falas da Alma me presenteou também Obrigada amigas!Nem sei o que dizer...Postei junto com meus agradecimentos Nos Olhos da Coruja

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Fora da Caverna Mora a Realidade


Corro,
Socorro!
Olha o morro!

Grito,
Apito,
Olha o mito!

Cinderela,
Panela...
Corre dela!

Sai do mimo,
Chapeuzinho!
Olha o Lobo!

Na quadrilha,
Olha cobra!
É mentira!

Não pira!
Sorria...
Respira!

A realidade,
É a sua cidade,
Olha a claridade!

Luz nessa dor!
Olha lá uma flor!
Perfume o amor!

O amor é seu,
Não é do Romeu,
Esqueceu?

Olha o enfoque!
Não é um reboque!
O que tem no estoque?

Resposta rasteira:
Você se respeita?
Se aceita?

Se assim é feliz...
E é tudo que quis,
Você sabe o que diz!

Eu é que poetei,
E nem pensei,
Que nada sei.

A bola se chuta,
A bala se chupa.
Se lambuza!

Vá pra rua!
Olha a chuva!
Sai da gruta!

Elaine Barnes(tem filminho do Davi http://nosolhosdacoruja.blogspot.com/2010/06/namorinhoavi.html)

Postagem nova no BlogGirls com Maria Bonfá. Não percam!
Meu profundo agradecimento para Clecilene Carvalho do blog Falas da Alma por todo carinho a mim ofertado. Conheçam!

domingo, 20 de junho de 2010

Quando a pergunta é certa a resposta vem!


Amo as manhãs de domingo! O silêncio ao som dos passarinhos, ora um ventinho sopra mais forte e toca o sino dos ventos pendurado em minha janela.
Gosto de ficar comigo sem compromisso com o trabalho, aquela correria desenfreada,atrás do vil metal.
Amo sentar no meu quintal, é como se fosse o lazer da minha alma, extensão da minha casa espiritual. Faço a faxina devagar na casa física,paro quando quero, sento aqui e penso no que sinto...
Posso sair, voltar e ninguém está a me esperar.Não. Não sofro por isso e creio que estar bem comigo mesma, nessa vida, ter conseguido conviver comigo sem dramas, me deu a esperança de preparar o chão de uma nova história.
Uma vez me disseram que quando aprendesse a viver sozinha, estaria preparada para ter um novo amor e me relacionar com maturidade.Pois bem,tudo tem seu tempo, aprendi a viver sozinha e adorar isso, essa liberdade, o não “responder” a ninguém, o compromisso com minha própria vida e evolução como profissional, mulher, ser humano. Aprendi há muito tempo com uma amiga “Hebe de Moura” a me fazer três perguntas e se não obter a resposta tenho que buscar:
O que é a mulher?
Para que serve?
Como funciona?
O que sou? Pra que sirvo? Como funciono?
Foi e é a maneira que encontrei pra me centrar e não me diluir em ilusões, pois a magia, o encanto pelas cores vem da auto-estima e quando ela está nos pés é melhor se perguntar pra quem deu o seu poder, a quem serviu para as coisas funcionarem em baixa?
Tanto as prisões quanto a liberdade estão dentro, numa linha tênue e tão sutil que a chave está na nossa mão e não percebemos. O mundo externo é só um reflexo, uma projeção do que está escondidinho dentro da gente.
Amo as manhãs de domingo, esse silêncio de paz e a alegria dos passarinhos.Posso ver, ouvir, sentir, pensar, decidir, errar, acertar...Dentro de mim funciona uma mente que serve a alma quando acerto; então projeto pássaros e liberdade. Quando erro não foi à alma que servi.
A vida sempre me dá uma nova chance, uma nova escolha, afinal...Sou dela e ela minha. O amor de alguém virá em boa sintonia.

Visite o post da Geisa no Bloggirls
Meu agradecimento a Amigona Sandra Botelho que fez esse template novo pra mim

terça-feira, 15 de junho de 2010

sessão coruja- Que Ponte é você?


Poder levar o bem e o mal.
Poder trazer o açúcar e o sal.
Ser uma ponte consciente;
Que transporta as sementes.

Ser quem leva ao profissional,
A indicação de um cliente.
Ser a ponte pra vida real,
Na estrada da morte espiritual.

Ponte da cura ao doente,
Que o coloca no hospital.
A distancia do paciente,
Que atravessa seu quintal.

Ponte da loucura,
Que atravessa segura,
Por mãos que te guiam,
Até o buraco da fechadura.

Ponte que leva partes de mim,
Até as chaves da liberdade.
Sou a travessia que não tem fim...
Faço a ponte da amizade!

E que ponte é você?
Que não se ama de verdade?
Como pode levar o que não tem,
E trazer a felicidade?

Uma ponte está acima do bem e do mal.
Sente e leva sem julgamento um cristal,
Ou um grão de areia no vendaval.
Cuida das suas partes perdidas por igual!

O que importa é o resultado da travessia.
O que importa é a intenção do guia.
Ser ponte é ser o coração que alivia.
É ser esperança pra vida vazia.

Pontes de sonhos e fantasia.
Pontes de realidade e sabedoria.
Pontes que mostram o caminho.
Pontes que despertam a poesia.

Elaine Barnes ( cuidando das partes de mim)

18/09/2009

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Está na Hora de Amar!


Como é bonito ver:
Duas bocas se beijando,
Quatro braços se abraçando,
Duas mãos se levando,
No caminho dos pés!

Eu adoro ver:
Os olhares se mirando,
Os sonhos se cruzando,
A vida se encontrando,
Sem usar a marcha ré!

Gosto de ver:
O orgulho descendo,
O medo morrendo,
A defesa caindo,
O amor nascendo,
Abençoado na fé!

Como é lindo!
Sair do labirinto,
Ver o sol sorrindo,
A terra florindo,
O mar se abrindo,
Namorando a maré!

Elaine Barnes
Foto Olhares-Autor Nuchassb
Gostaria de convidá-los para o novo post no bloggirls

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Fiu fiuuuuuuuuu!


Ah sei lá viu!
Pensei num rabo e lembrei de rabanete,
Pensei na pele lembrei do sabonete!
Pensei no céu lembrei de um passarinho...
Pensei na minha casa lembrei de um ninho!
Tem dias que as idéias embaralham,
Tem horas que as coisas sérias se espalham.
O que é, parece lembrança...
O que não é, me dá esperança.
Vejam só que coisa louca...
Escrevi na lousa:
“Eu só sei que nada sei”
E me lembrei!
"Eu sabia que o sabiá,
Sabia assoviar!"
A natureza é sábia,
Desprovida de empáfia.
Pensei na terra e no matuto,
Lembrei na hora do macuco.
Sabedoria matuta que não tem um doutor.
Da solidão do macuco,
Lembrei de quem não tem um amor...
Ah sei lá viu!
Tem horas que um bico é só um assovio!
Fiu fiuuuuuu!


Feijoada com as bloggirls

domingo, 30 de maio de 2010

Sessão Coruja- Lágrimas de Nada


Ah! Esse vazio... Estranha paz triste
O sol brilha lá fora,
Porquê as nuvens estão dentro de mim.
Chove aqui dentro.
Lágrimas de nada, derramadas no vazio.
Ao menos se o gato miasse, se o cão latisse...
Até o rio desliza em silêncio, mas...
Também cairá em algum buraco.
As veias que percorrem meu coração
Ardem como fogo e nesse sufoco,
Carregam minhas nuvens de novo;
Pingam cansadas dentro do meu corpo.
A chuva cai sem oração, sem perdão;
Lágrimas de nada, não saem dos olhos.
Mesmo assim o sol brilha lá fora e agora,
Alguns pássaros rompem o silêncio quente.
Ainda bem que existem pássaros;
Preenchem com seu canto esse vazio.
E nos meus cantos escuros se faz,
Uma luz quase opaca; um pequeno barulho,
De gaiolas com portas se abrindo.
É o barulho da minha chuva se despedindo.
Que paz mais triste!


Elaine Barnes
18/01/2009
Foto Olhares- Thiago Campos
No bloggirls
Uma postagem nova a cada semana,sua visita é importante pra nós.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Simbolicamente...


Com valores, dramas e história,
Ela recebe, serve e acomoda,
Há tantas gerações...
De almejadas glórias.

Na vida, fez escola,
Com altas e baixas notas.
Uma saga de sonhos,
Canções sem refrões,
Cantadas na memória.

Ela é passada por gerações,
De mulheres que servem,
Recebem e se doam.

Muitas se acomodam,
Outras compartilham,
Tem as que não se conformam...
E algumas ainda ouvem,
O som distante das castanholas.

A dança das mulheres alegres,
Sem a astúcia das lebres.
Apenas fêmeas embelezando a espécie.

Entre os dentes dos pentes,
De sonhadoras espanholas...
Guardo a relíquia existente,
Simbolicamente que seja,
Sendo a oitava flor da bandeja.

Elaine Barnes
Amigos,gostaria de convidá-los a conhecer o bloggirls

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Ela Usou Salto Alto

Ela em toda sua transparência vestiu-se de verde.
Até se aprontar... Um ritual lento e caprichado.
Perfumou-se de essência misturada.
Ainda sobre efeito dos amassos...
Podia sentir o doce que ficava.
Um gelo percorria todo seu ser,
Um prazer imenso lhe tocava.
Depois de pronta e toda arrumada,
Eis que alguém resolveu interromper!
A mulher chegou empolgada...
Resolveu contar um caso,
E entre uma e outra gargalhada,
Sobre efeito do seu aniversário,
Jogou a perna pra cima com alegria;
E lá se foi seu sapato...
Pra dentro do copo...
Da verde e caprichada caipirinha!

Elaine Barnes (Fato verídico.
Quem fez a caipirinha foi a Sueli
e quem deu o vôo no sapato
foi a Majoli, rimos até!)

Conheçam nosso bloggirls será um prazer recebê-los!

Sorteio no Bicha Fêmea participe!