Seguidores

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

“A Gata” de gosto moreno

Pois é seu Zé! Como ia dizendo: - A gata me servia um café fumegante, gostoso por demais!
Eu cá admirava sua beleza e gostosura. Num passava um dia sem ela!
Ela era simples, roliça, mas a danada me fazia tão bem!
Enquanto saboreava o meu café, daqueles torradinhos, plantados e colhidos na roça; depois, passadinhos em coador de saco... E bem do ladinho assim, uns bolinhos de chuva fresquinhos com bastante açúcar e canela, eu até me perdia em pensamentos de menino que corria por ali de calção avermelhado, tingido na terra do roçado...
-Já contei pro cê né Zé que a gata nas minhas mãos queimava como o sol do meio dia?
Eu suava e ela se ria fazendo carinho nos meus lábios, como beijos molhados qual chuva quente no serrado...
Ah, ainda sinto aquele gosto moreno!
Eu tenho essas lembranças de um tempo em que o café tinha sabor sertanejo e hoje pelejo de saudades daquela gata que me servia como ninguém seu Zé. Devia ter trazido comigo aquela diaba! Que falta eu sinto dela! -Como era o nome mesmo? Sempre falo errado, diacho!
" A gata" Zé ? Como? Ah sim! Aquela boa, roliça e lascada caneca de "ágata"! Saudade viu Zé! Êita!

Elaine Barnes (olhando pra minha canequinha companheira de tantos anos, cada um se inspira com o que tem uai!)
Foto Helder Ribeiro

20 comentários:

Elcio disse...

Sim, claro. Cada um na sua, mas, o poeta deve mesmo ser assim, estar sempre antenado para tudo.

Enquanto te lia, recordei os dias em q li Grande Sertão: Veredas.

Foi há pouco tempo e amei...lerei de novo GSV.

É isso aí.

Bj bj

A Magia da Noite disse...

e às vezes basta sentir esse calor que emana de um café quente, para sentir melhor o conforto de quem está ausente.

Gilson disse...

Parei de ler na metade, sou louco por café e você ainda me vem falando daquele café colhido no pé, torrado e moido na hora e coado no saco. Faz isso comigo não, fiquei aqui doidinho por um café desses...................

Everson Russo disse...

Meu Deus, esses bolinhos de chuva me deram uma saudade da minha mae...era tão bom...beijos e uma linda tarde..

GUILHERME PIÃO disse...

A minha caneca é de aluminio e me deu vontade dos bolinhos faz tempo que não os como...acho que vou fazer amanhã.
Abraços

Everson Russo disse...

Um belo dia pra voce amiga....beijos

Cadinho RoCo disse...

E tem brejeirice que inspira por demais a vida da gente.
Cadinho RoCo

Mariana disse...

Bateu uma vontade de tomara um cafézinho.Estou sentindo até o aroma.
Sou muito grata pelas tuas visitas e comentários no meu blog.Isto o alimenta.
Beijos

Chris... ჱܓ disse...

Oi Elaine!
Retribuindo a visita e agradecendo pelas palavras de carinho no meu blog.

Menina, que gostoso um cafezinho assim hein?
Com bolinhos, torradas... Hummm

Volte sempre lá!
Vou te seguir desde já.
Bjos! Linda e Obg.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Deu até pra sentir o cheiro de café no ar.. daqueles feito no coador, pense!

Beijo grande, menina linda.

Rebeca

-

Gilson disse...

Oi Elaine

Já conseguiu fechar o negócio, estou na tua torcida.
Vamos lá.

Abraços

Everson Russo disse...

Uma excelente quinta feira pra voce querida, obrigado pelo carinho diario comigo....

Mustafa Şenalp disse...

Çok güzel site :)

Majoli disse...

Elaine, saudades minha querida.
Que delícia de post, eu ainda passo meu café no cuador de pano e frito meus bolinhos de chuva.
Hoje então, aqui está uma chuva gostosa, um friozinho que pede tudo isso que diz em seu post...rs.

Beijos querida.
Gosto muito de ti.

José disse...

Olá Eliane,
Obrigada por seguir o meu blogo, e pelo comentário, e as bonitas palavras que lá deixou,gostei do seu blog das suas poesias, ainda não vi tudo, mas à manhã volto cá com mais tempo.
A minha mulher já está chamando para
jantar

um beijinho, José

Anne Lieri disse...

Muito bem escrita e espirituosa sua cronica!Parabéns pelo lindo blog!Abraços,

Sandra disse...

A CORAGEM E A ESPERANÇA CAMINHAM LADO A LADO.
AMIGA!
venho retribuir o seu carinho deixado em meu blog.
Como é bom ter vc. tão pertinho de mim.
Agradeço amiga, pelos eternos carinhos. As vezes agente não aceita os erros dos outros. Mas eles estão ai, para que ajudamos a compreende-los, que somos, e que são(eles)tembém seres Humanos, passíveis de erros. É muito triste saber que vc. fez uma cirurgia para retirar os parafusos que estão em seu pé e depois descobre, que um deles está lá, quebrado e precisa ser retirado.Mas, temos que aceitar e confiar agora.
Com muito carinho, agradeço a esta linda e colorosa amizade, que encontro junto de ti.
Como é bom ter vc. como minha amiga seincera e verdadeira.
Sempre com otimismo e boas energias.
Assim, não tem quem não fica sem a ESPERANÇA, do nosso lado.
Agradeço a vc. meu grande amiga companheira.
Um abraço muito forte.
Sandra

Everson Russo disse...

Um final de semana muito lindo pra voce minha doce e querida amiga, obrigado por todo carinho e paz...beijos na alma.

INES disse...

Amiga, ja vi nos duas sentadas em uma varanda de uma fazenda, tomando cafe, comendo bolinho, jogando conversa fora e rindo muito de nós mesmas. Rsrs

mil beijos, adorei.......

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Elaine, minha neguinha, nem sei como te agradecer por todas as palavras, sentimentos e sacações destes últimos dias.

Vc é uma jóia rara, talentosa e discreta, tão corajosa em seus medidos gestos. Digo medidos pq intuo que vc não gosta de aperecer, de ser notada onde os outros gostariam.

Vale apenas a verdade e o que vai no coração.

Sim, gosto de dar atenção pra todos, afinal, os comentários são oouro disso tudo.

Mas, sinceramente, me atiça e me move quando encontro pessoas assim, como vc. Escrevo um livro...rsrsrs
Obrigada por tudo.