Seguidores

terça-feira, 29 de junho de 2010

O luto acabou e a página amarelou


Chora não.
Escreve uma canção,
Cante a dor que vai passar!

Se feche não.
Até o belo botão,
Desabrocha pra mudar!

Sofra não.
Um amor tem sua razão,
É livre pra ir ou ficar!

Implora não.
O adeus é uma decisão,
E a chegada é onde quer estar!

Humilhe-se não.
Veja o bambu envergado ao chão,
É tão forte que volta ao seu lugar!

Abandone-se não.
O adeus é um aceno de mão,
E não pode te matar!

Viva então!
Mesmo que se sinta na escuridão...
Ela é apenas o fundo do teu mar.

Suba então!
Trás o tesouro do teu coração...
O poder de escolher, a quem entregar!

Ao entender o luto,
Seu poder é absoluto,
Para de novo poder amar!

Elaine Barnes
Foto Elaine
Namorinho do Davi nos Olhos da Coruja
Quero agradecer com muita emoção a homenagem tão linda que a Juliana Lira me presenteou. O Blog é o Reticencias
Sem dúvida meu emocionado agradecimento pelo acróstico que a Clecilene do Falas da Alma me presenteou também Obrigada amigas!Nem sei o que dizer...Postei junto com meus agradecimentos Nos Olhos da Coruja

55 comentários:

jefhcardoso disse...

Elaine, achei muito legal o poema, ele é bem musical e vai envolvendo, consola e depois coloca para cima. As alusões são muito bem sacadas; esta da escuridão ser o fundo do mar pessoal muito me tocou.

Abraço e parabéns por essa beleza de postagem!

Jefhcardoso

Sonhadora disse...

Minha querida amiga

Quanta esperança, transparece no teu belo poema, gostei muito.

Beijinhos
Sonhadora

Fatima disse...

Ao entender o luto,
Seu poder é absoluto,
Para de novo poder amar!

É preciso saber viver, não é mesmo?!
Bjs.

Chica disse...

Lindíssimo...

Depois de passar pelço luto,o srofimento, há de se abrir novamente a janela de um sol de um novo amor...beijos,chica

Fatima disse...

Ao entender o luto,
Seu poder é absoluto,
Para de novo poder amar!

É preciso saber viver!
Não é mesmo?
Bjs.

ONG ALERTA disse...

Talvez, acho que tem coisas que não precisamos entender apenas deixar acontecer, paz.
Obrigada por seu carinho beijo Lisette.

Sandra Botelho disse...

PQP; Me desculpe a expressão mas foi a primeira coisa que me veio a mente depois de ler você.
Menina que baita inspiração, e que hino a coragem, ao renascer, ao não se curvar diante das imtempéries da vida.
Somente uma guerreira é capaz de vencer batalhas como vc, com dignidade e coragem.
Um hino a você...
Bjos achocolatados amiga querida e parabens pelo lindo poema.

Bloggirls disse...

Lindo de viver...Como a poetisa que escreveu...
Bjos achocolatados.

RosanAzul disse...

lINDO TEU POEMA ELAINE! PARABÉNS!
BEIJO,
RO

Pétala_Rosadinha disse...

Que belezura, moça. Novidade nao é, vinda de vc.

Admirável essa sua coragem, sua força pra estar sempre recomeçando.

tem uma frase, a qual não sei de quem é, apesar de já ter tentado saber, que diz mais ou menos assim:

"A vida é uma série de começos e fins...então vem a primavera".

É mais ou menos assim q funciona, né?

Beijos.

Wanderley Elian Lima disse...

Para se curar a dor de amor, nada melhor que outro, porém tem que se estar aberto para que ele aconteça.
Beijos
Gosto muito de você

Ivana disse...

Tão bonito tudo o que escreves, Elaine...
Uma semana iluminada pra ti!

claudete disse...

Amei Elaine...Seu poema tem vigor, força que sempre impele e restaura . Beijos.

Livinha disse...

Olha, perdi as palavras. Que letras encantadoras, que clareza d'alma, propria de ti conselheira como tua alma que fala, pra que não percas teus encantos e cante a canção que te seja a mais bela, que te leve a valsa entre sonhos, no salão das estrelas, abraçada ao luar.

Lindo, lindo Elaine..
tocou lá no fundo da alma de Livinha

Bjs minha querida

Parabéns!

Marilu disse...

Querida Elaine, lindo poema, nunca devemos nos deixar abater...a vida segue seu curso, e o amor também...Beijocas.

Cacá disse...

Que luxo, Elaine! Isso é o que podemos chamar de valiosa maturidade humana para a virtude. Muito lindo mesmo! Abração. Paz e bem.

Everson Russo disse...

Toda dor,,,todo luto,,,toda tristeza nessa vida tem que ter um limite,,,o limite de querer ver o mundo outra vez,,com toda beleza e cor....beijos de lindo dia pra ti.

Wanderley Elian Lima disse...

Oi menina
A cor cinza do blog é só para dar uma variada, já estava precisando rsrsrs
Beijos

Rosemildo Sales Furtado disse...

É amiga, a vida é mesmo assim, cheia de altos e baixos. A pessoa perde aqui, ganha alí. O mais importante é saber que sempre tem um recomeço e que a vida continua. Adorei o poema.

Beijos,

Furtado.

Eliana Pessoa disse...

ADOREI ESSE POEMA MUITO ESCLARECEDOR !
O LUTO PASSA E VC RENASCE!
BEIJO

ErikaH Azzevedo disse...

Esse poema é um canto , uma reza, uma ode ao superar... um ensinar de superação,e que lindo menina, aprender a dizer nãos qdo os nãos implicam em sim pra vida.


Bjos linda

Erikah

Manuel disse...

Este poema também podia ser uma bela canção.
Tem musicalidade e fica no ouvido.
Adorei Elaine.

ONG ALERTA disse...

Amiga realmente é mais fáciil ficar em luto, pois para continuar pe preciso mudar e a mudança para muito é difícil...
A vida nos dá 1 única opção, VIVA...E AME...
Beijo Lisette

Geisa Machado disse...

É isso aí amiga! Se doer assobie!
Bjusss

SAULO PRADO disse...

Amei seu poema minha doce amiga...

Realmente lindo...

Beijossssssssssssssss

Everson Russo disse...

Beijão carinhoso de bom dia pra ti querida.

Meri Pellens disse...

Tudo realmente é questão de escolha de como encarar a situação, até mesmo nas fatalidades.
Beijos na alma, querida!

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Isso aí,Elaine. Gostei muito da "receita" para não baixar a cabeça. Lindo,lindo. Chorar não mesmo. Cadê a Majoli? Preocupado com ela. Beijos

Daniel Costa disse...

Elaine

O não predomina no teu poema, de uma forma que no meu ver, faz dele uma certeza que devemos sempre ter em conta. A alegria de viver, que sempre pateias, passa por aí.
Beijos
Daniel

Paulo Tamburro disse...

ELAINE,

pela primeira vez não sabia o que comentar, depois de ler um texto em um blog.

Deus um branco e diferente do luto era de um sol radiante ofuscando minha visão e "trancando" minha capacidade de pensar e escrever. Então, li todoss os comentários dos seu seguidores e afinal, veio a ideia de juntar um pouquinho de cada uma e "roubar" um comentário para você, e veja de quem eu tirei o quê, pois ficou assim:



"O poema vai envolvendo, quanta esperança, para de novo poder amar.

Ao entender o luto,o sofrimento, há de se abrir novamente a janela de um sol de um novo amor.

PQP, me desculpe a expressão mas foi a primeira coisa que me veio a mente depois de ler você.

Lindo de viver...Admirável essa sua coragem para se curar a dor de amor,e é tão bonito tudo o que escreves.

É isso aí amiga! Se doer assobie!"


Agradeço aos seus fiéis seguidores, e prometo que da próxima vez procurarei ser eu mesmo! (rsrs).

Um abração carioca e saiba que o Cristo Redentor de todos os brasileiros está lindo e completamente reformado.

Vou aproveitar e ver se consigo fazer o memo com aminha alma! (rs).

Anne Lieri disse...

Elaine,comovente e maravilhoso poema!A esperança depois de uma perda é uma benção divina!Bjs,

legalmente loira... disse...

Amei Elaine,
seu poema da uma força danada.
vamos seguir em frente a vida nos espera.
linda noite com bjos.

Elaine Barnes disse...

Querido amigo Paulo Tamburro,tentei entrar no seu link e seu blog sumiu,O que está havendo amigo? De qualquer forma,caso volte por algum motivo,deixo aqui meu agradecimento sincero pelo seu comentário,como sempre uma aula carinhosa que me incentiva a continuar escrevendo e me puxando as próprias orelhas para amadurecer, crescer e passar experiências vividas. Ainda há aquelas mais profundas e difíceis no meu caso com o lado profissional,mas, vou escrevendo então e organizando meu próprio caos. Obrigada de coração. MOnte de bjs e abraços

Geisa Machado disse...

Querida, eu sei que nestes momentos difíceis não se consegue encontrar a saída. Como vc colocou no seu poema a frase "cante a dor que vai passar", achei que era dessa forma que vc estava lidando com a dor, por isso só reforcei com o "se doer assobie".
Bjussss

A Magia da Noite disse...

seguir o ciclo é renovar-se a cada instante.

Sergio disse...

Elaine, sem catequese, você já ouviu falar em Daimoku? Bom, vc pode pesquisar na internet. E sendo uma pessoa claramente espiritualizada, depois da pesquisa, não verá mal em seguir os seguintes passos: sente-se diante de uma parede limpa, de preferência, branca, concentre-se num ponto - ou pinte um mínimo, quase imperceptível, na parede que escolheu - e repita esse mantra, "Nam-miô-rôrengê-kiô". E você estará dizendo com fé na tradução: "Eu devoto a minha vida" (ou o meu futuro, no seu caso) "à lei mística de causa e efeito". Repita esse mantra o quanto conseguir e sempre que sentir necessidade. Elaine, importante, vc não precisa comungar da minha religião. Apenas ore. O mínimo que pode te acontecer é uma sorte, moça!... Que vc não tem noção.

Beijos!

Ah! Como não sei se conheces, o mantra originalmente (isto é, no pronúncia em inglesa) se escreve nam-myoho-renge-kyo, mas a pronúncia brazuka fica "Nam-miô-rô-rengê-kiô" dividindo as sílabas, cujo "rengue" é com o érre de aresta, tá?

Eu te desejo toda a sorte desse mundo!

Sergio disse...

Em tempo 2: e se nem quiser publicar esses 2 comentários, nem precisa. Só acredite e faça.

Beijos!

Majoli disse...

Eita jeitinho mais especial que você tem de poetizar minha querida.
Poderia ler em qualquer lugar, já saberia que era seu, é um jeito ímpar, só seu...amo, amo e amo te ler.

As rimas deliciosas e a força que nos passa...ah essa é por demais de grande.

Vou parar de chorar e escrever uma canção...espere por mim...rsrs.

Desculpe minha ausência, a paniquete está solta por aqui...rsrsrs.

Beijos enormes no teu ♥

Marilu disse...

Querida Elaine, tenha um lindo final de semana...Beijocas

Pérola disse...

Vc está indo bem heim amada rs.
Como diz o Jefh,consola e convence também,parabéns minha flor.
Beijokas.

Everson Russo disse...

Minha linda amiga,,,um super beijo imenso de lindo final de semana pra ti.

ONG ALERTA disse...

O luto é um aprendizado, paz.
Beijo Lisette.

legalmente loira... disse...

elaine, por aqui tudo continua lindo.
lindo fim de semana.
bjos.

Socorro disse...

Oi, sumidinha, rs!
Menina, este poema é simplesmente fantástico, passei por tudo isso, fiquei igualzinho ao bambu, mas me levantei, demorou! - Hoje recordo, tanto que o meu o post é... Depois vai la!

Beijos.

Rose Marinho disse...

Lindo poema... consola de uma forma bem humorada.
beijos

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ ANDRÉIA Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sant'Anna disse...

Oi Elaine!
Muito lindo!!!
Depois da tempestade... vem o arco íris. Assim é com a vida... depois do luto... a vida continua e se abre a janela para ver o sol brilhar... e renasce a esperança dentro de nós.
Bjks e tenha um ótimo domingo.

"Cantinho Poético" disse...

Os poderosos podem destruir uma, duas, até três rosas, mas jamais poderão deter a primavera.

Che Guevara

Um Domingo de amor e Paz... Beijos meus!M@ria

Lilazdavioleta disse...

Elaine ,

gosto , como sempre .

Beijo grande e boa semana .
Maria

Juliana Lira disse...

Chorei!

Esse teu dom me emociona, e esse poema põe meus orgãos no lugar!

E mais não posso dizerm as lágrimas não deixam...

Quanto a homenagem vc merece milhares delas.

Milhões de beijos

Manuela Freitas disse...

Olá querida Elaine,
Não sabia que estavas de luto!?...
O teu poema está divertido, só falta o som do violão, que ouvi na minha imaginação!...
Muitos beijinhos,
Manuela

ONG ALERTA disse...

VIVA então...paz.
Beijo Lisette

Mari disse...

Elaine...

Boa semana pra você querida!
Beijos

legalmente loira... disse...

oi querida amiga,
ausente...mudança no blog retorno breve.
bjos com carinho.

AFRICA EM POESIA disse...

socorro


O selinho está no meu blog Africa em poesia...

Um beijo

UM LUGAR PARA REFLETIR disse...

Suas mensagens sempre tocam minha alma que atualmente se sente só e abandonada pela própria dona e por pessoas que a amou. É uma fonte de motivação ler mensagens como essa. Me dá vontade de prosseguir e vencer as dificuldades que a vida impôs sobre mim nos últimos meses... como sofremos por amor nao? Um gde beijo.