Seguidores

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Calma e Serena



E ela estava lá. Calma e serena diante do adeus.
Durante anos viveram todos juntos. Felizes sempre.
Tinha consciência da saúde e do amor que movimentava tudo. Uma benção!
Nem sempre a maneira certa de amar, o que às vezes entristecia, mas, como saber da alegria e felicidade sem a tristeza? Muitas vezes estática diante do inevitável, outras em movimento diante da própria resignação. Claro que perdeu muitos momentos por não perceber... Feliz com as cores da vida, porquê assim eram seus olhos. Triste na ausência de alegria quando sentia com a alma. Sem remorsos, sem arrependimentos, disse adeus às paredes, aos móveis, a casa, aos amigos e filhos. Não esqueceu das flores do jardim, um aceno ao trabalho e como se fosse um livro, virou a própria página, tão calma como um lago e serena como uma paisagem. Disse adeus a si mesma e partiu para a casa do mundo. Apenas seu fiel cachorro a seguiu sem se importar pra onde ela ia.

Nenhum comentário: