Seguidores

sábado, 30 de janeiro de 2010

I Love You Monique


E assim é; a alegria da gravidez com todos os sonhos futuros que imaginamos em nossa vida; Casamento para sempre, bebês fofos, carinho, dedicação, escola, lição, formação de personalidade, filhos criados, o sim e o não, o talvez, quem sabe...E eles crescem, tanto quanto a responsabilidade sobre o amor que cresce junto. Amamos porquê amamos.
Tudo parece tão previsível. Simples e tão complicado.
Em nome do amor erramos, acertamos, batemos na trave e também em quem mexer com nossos filhos. Falamos deles, mas, não permitimos que ninguém fale, a não ser por amor. Os protegemos enquanto podemos e enquanto eles permitem.
Os criamos para o mundo, mas, gostaríamos que fosse só para o nosso mundo ( segredo).

Quando nascem já sentimos a dor da separação, parece uma preparação para nos separarmos mais uma vez lá na frente, quando casam, quando vão estudar fora em outra cidade ou país.
Lá dentro sentimos que é assim. Depois do cordão cortado e separado da gente, colocamos um outro imaginário. Sabemos que um dia será cortado de vez. E que bom que assim é!
Filhos bem criados são aqueles que nos tornamos desnecessários. Tornam-se independentes e alçam seus próprios vôos como pássaros migratórios. Vão conhecer outros mundos, se arriscarem, buscarem a si mesmos e talvez buscar a nós. Crescemos com eles também.
Abrem as asas e emprestamos as nossas para apoio, queremos que sintam mesmo longe, nossa ternura, afeto, oração e um desejo imenso que sejam felizes e não caiam.
Quase todas as mães são corujas e descobrem na Graça da maternidade que o amor tem quatro asas!
Se algo não sair legal, o lugarzinho está guardado no coração da gente que é um porto ou aeroporto onde podem descansar pra ir de novo.
Amor de mãe não se explica, vai além do horizonte, além das discussões, discordâncias, decepções, além da distancia; da alma aflita; da separação. Ama porque quer amar.
Os casamentos não são pra sempre. Os filhos sim. São partes nossas de amor verdadeiro que atravessa qualquer parte do mundo, levando em suas asas saudades. Abrindo-se pra viver livre a experiência de seus próprios sonhos. Seu lugar ao sol. Voar...Voar...
Voa pra vida minha amada filha, leva contigo meu amor e meu orgulho, leva as palavras que eu nunca disse, pois às vezes me faltaram. Elas as vezes são efemeras e não tem a verdade que gostaríamos de expressar,mas, leva então as atitudes de amor, de alegria, de dignidade e liberdade de escolha que vivemos. Não esquece os valores que te dei e os que adquiriu por si.
E não esquece nunca dos seus sonhos, estarei aqui torcendo pra que se realizem. Continue com sabedoria, coragem e a fé minha pequena guerreira. Eu te abençoo com todo meu amor e que Deus te guarde aonde for. I Love you! Te amo... Te amo...Além do horizonte, por onde você for!!!!

Elaine Barnes ( há um ano sem asas, saudades demais)
27/01/09

39 comentários:

Sandra Botelho disse...

É amiga, filhos são presentes dadivas de Deus...
Dão trabalho, mas amamos mais a nossa vida.
E realmente se necessario for damos a vida por eles.
Olha querida se ela foi para realizar um sonho, vamos orar prá que volte realizada.
E dai todas as lagrimas de saudade serão transformadas em sorrisos.
Dá um apertozinho no peito ler seu post.
mas graças a Deus ela está com saude e isso que importa neh?
Alem do mais com uma mãe como vc, ela certamente é forte , digna e corajosa e esta sabendo enfrentar as adversidades que encontra pelo caminho. Disso tenho certeza.
Bjos amiga e siga em paz .

almaaprendiz disse...

Ai, nossa! Meu coração ficou apertadinho...

Tem selo/prêmio p vc. Bjos...

Majoli disse...

Elaine, me lembro como se fosse hoje o dia em que você entrou no meu blog pela primeira vez e eu tinha postado algo sobre meu filho ter ido pro ES.
Aí você me contou de sua filha, dela ter ido pra outro país.
Na época Marco Antonio tinha ido só a passeio, na casa da namorada, agora os dois estão firmes, tanto que ela veio passar natal e ano novo aqui em minha casa.
Mas no mês de maio de 2010 ele irá pro ES pra ficar, vai de mudança...já estou me sentindo sem asas minha amiga.

Seu texto me fez chorar.

Beijos minha amiga, gosto muito de ti.

E.T. Monique é linda demais, parabéns.

Chica disse...

EU PASSEI POR ISSO, SEI BEM...lINDO E EMOCIONANTE TEU TEXTO. QUE ELA SEJA SEMPRE MUITO FELIZ E NA CERTEZA QUE PODE VOLTAR PARA AS ASAS DA CORUJONA A QUALQUER MACHUCADINHO,NÃO É ASSIM?oS MEUS SAÍRAM, SE MACHUCARAM, VOLTARAM, CUREI E VOARAM NOVAMENTE.È ASSIM!BEIJOS,TUDO DE BOM,CHICA

Wanderley Elian Lima disse...

Olá minha amiga
A saudade é o sentimento que nos mantem ligados às pessoas que estão distantes. Filhos são pessoas que têm o direito de ter sonhos e vida própria.
Bom fim de semana
Beijos

Clecilene Carvalho disse...

Vim desejar um feliz final de semana e fiquel muito emocionada.

Achei lindo o texto de verdade.
Fiquei imaginando quando a minha alçar voo, mas gostei de saber que filhos bem criados são aqueles que nos tornamos desnecessários, apesar de doloroso né.

Beijos.

Maria Flor! disse...

Olá Minha Querida,

Criamos nossos filhos debaixo de nossas asas, e um dia nos surpreendemos, eles batem asas e voam, só nos resta esperar a cada dia seu retorno, sempre com o coração aos pulos.
Só nos restando orar e torcer para que eles sejam imensamente felizes.
Belissímo seu texto, aliás como tudo que você escreve.
Meus aplausos.

Beijos da Flor!

Lady disse...

Mãe é mãe, sou uma mãe coruja, super mega hiper protetora e é complicado quando nosso maior bem, cria asas e voa.
Imagino como se sente, a saudade é grande, dói , mas fazer o que? Faz parte da vida.
Aperto no coração, vontade de abraçar, de beijar, sentir o cheiro, pois é um elo eterno.
Nós educamos, ensinamos os valores, tudo o que aprendemos repassamos, e ficamos na torcida para que nossos filhos sejam sempre muito felizes.
Que papai do céu proteja sempre você e sua família.
Bjão

Fatima disse...

Lindo Elaine!
Eu vou passar por isso e já fico me acostumando com a idéia.
Bjs.

Blog do Mensageiro disse...

Beautiful! Não só pelo amor em si, mas pela externalização desse sentimento que reverbera, reverbera, reverbera...

Sonhadora disse...

Minha querida
Descreve neste texto o sentir de todas as mães.
Os nossos filhos são a razão da nossa vida.
Lindo e linda filha.

beijinhos
Sonhadora

Andrea Galvez disse...

Minha amiga, me emocionei aqui, ...recebi quando fui para o Canadá, trabalhar por lá em meus 17 anos uma carta que tenho até hoje guardadinha aqui de minha mãe, palavras quase semelhantes a tua.

Elaine! que bom estar aqui e desfrutar de tudo isso.

Bjão querida! feliz final de semana pra ti.


P.S:Tua filha é tão linda quanto você, áurea rosa, olhos de luz...!

:)

Vem desfrutar do Amor de Deus disse...

Elaine,
Você pode entender o porque eu me emocionei com seu texto... estou sem minhas asas há quase dois anos...mas tenho certeza que no meio desse ano ficaremos as duas completas...não nos faltará nenhum pedacinho...estaremos recebendo de volta os nossos amados que como você disse, criaram sua independência e voaram...trazendo agora com eles muitas histórias e aprendizado...o que eles adquiriram longe das nossas asas...porque nós lhes damos as direções, ensinamos o tudo o que é bom para eles, dizemos dos caminhos ruins também...mas eles só saberão entender tudo mesmo quando alçam vôo e saem para viver... ai..ai.. falei demais..mas é que de verdade meu coração gritou de saudades ao ler o seu texto.
Muito linda sua filha e vamos esperar a volta ....
Bjs carinhosos e lindo final de semana
Márcia

Vem desfrutar do Amor de Deus disse...

ah... esqueci de dizer uma coisa... nunca seremos desnecessários... filhos bem criados criam vínculos... e esses vínculos nos faz ser necessários eternamente...
Bjs carinhosos
Márcia

RosanAzul disse...

Olá amiga Elaine!! Como Vai?
Primeiro gostaria de agradecer teu carinho de sempre no meu blog e dizer-te que tive problemas com meu pc. Portanto minha ausência foi involuntária.
Mas agora está tudo resolvido!! ... Estou de volta com um pc novo! rsrs e aos poucos colocando tudo em dia!
Um grande abraço e um bom domingo!
Ro

Juliana Lira disse...

Elaine

Linda sua filha!Um ano distante, nossa...Deve ser duro!Força aí amiga.Doce mãe você, sabe se doar sem prender, isso é um dom!

Milhões de beijos

Menina Robô disse...

Depois do Amor de Deus,
o Amor de Mãe é o mais verdadeiro deste mundo...

BeijoKás!

=D

Kariny

SAULO PRADO disse...

Linda sua filha, minha doce amiga...

Tenha um Ótimo domingo e uma linda semana...

Maria disse...

ELAINE...

Amiga mãe é assim como você diz eu acrescento,
"DO CASAMENTO NÓS NOS DIVORCIAMO-NOS DOS FILHOS SEREMOS SEMPRE ETERNAS MÃES COM AS SAUDADE NO CORAÇÃO +TODOS OS NOSSOS MEDOS ..."

MAS ELAINE NÃO FIZEMOS NÓS OS NOSSOS VOOS JÁ...HAHAHAHAHAH SÓ QUANDO NOSSOS FILHOS USAM SUAS ASAS, VIMOS O QUANTO DEPRESSA OS ANOS PASSARAM....

:)) BEIJOS COM MUITO CARINHO E QUE DEUS ESTEJA SEMPRE COM NOSSOS FILHOS E NETOS+ COM TODOS OS QUE AMAMOS.

BOM DOMINGO PARA VOCE

BEIJJJJJJJJJJJJJJ

Maria Bonfá disse...

assunto delicado esse.. estou sem minha asa já faz um ano tambem. como é dificil abrir mão dos filhos.. sempre soube e senti que seria assim.. mas quando acontece.. como doi...vc me fez chorar viu ? saudade de vc.. por onde anda ? beijão

Kátia Moreira disse...

Elaine
Sabe nunca tinha visto a separação por este prisma... Talvez pq eu seja só filha - ainda - quem sabe um dia terei essa emoção...
Bjos fraternos no coração.

Bandys disse...

Elaine,
Mais lindo é quando ela ler isso.

Somos a versão mais profunda das pessoas que se querem bem, que se estimam verdadeiramente, que se respeitam. Nossa amizade está baseada na cumplicidade (mesmo em forma de poesia,rs) dos momentos que sempre dividimos, na partilha desse bem imensurável que é o amor. Todos temos a capacidade para amar o nosso próximo sem reservas, sem preconceitos, em verdadeira sintonia .Você é uma dessas pessoas que é capaz de oferecer tudo de si sem esperar nada em troca, e por isso, os que lhe conhecem tem sempre muito prazer em ter você como companhia. A sua alegria, a sua bondade, sempre me contagiou e me permite crer que as verdadeiras amizades
existem sim. Eu particularmente
faço questão de preservar essa nossa amizade, para sempre.
Um enorme beijo e minha gratidão.
Um beijinho no Davi.
(menina, não vi o parto dele) se puder cola la de novo.

Cláudio J. Gontijo disse...

Delicadeza e sensibilidade!

É a sua página.


Visite o nosso espaço Verde Vida dedicado à causa ambiental.

Felicidades em sua jornada!

Manuela Freitas disse...

Olá querida Elaine,
Parabéns pela linda filha que tens!..Tem a beleza também do teu amor de mãe, que explicitás-te tão bem, que não há mais palavras a acrescentar...
É preciso matares essas saudades!... Os filhos por muito que estejam longe, estão sempre dentro de nós.
Manuela

RESILIÊNCIA disse...

Elaine

Lindo... quando terminei de ler, lembrei de Gibran K Gibran ( o Profeta) quando ele fala de filhos.

uma boa semana.

Luma Rosa disse...

As verdadeiras mães se compreendem e aquele ditado "Ser mãe é padecer no paraíso" explica toda a condição! A mãe sorri das conquistas mesmo que seja para levar os filhos para bem longe! C'est la vie!! Boa semana! Beijus,

Everson Russo disse...

Que lindo,,,é de arrepiar esse amor de mãe, é coisa sem explicação, sem fim, sem noçao de onde ve, só se sabe pra onde vai...junto com o filho por onde for, filhos são assim, nascem, fazem a gente se viciar neles, mas depois crescem, e tambem suas asas,,,e ganham mundo num voo infinito em busca da felicidade...lindo post...linda sua filha,,,linda voce,,,que sejam felizes em sonhos realizados....beijos na alma e uma linda semana pra ti.

Majoli disse...

Vim te desejar uma linda semana minha querida, e vê se para de trabalhar demais viu?...rs.

Beijos no coração.

Beijokas mil no Davi, essa pureza linda de criança.

Luciana Klopper disse...

Lindo e emocionante post@

Silenciosamente ouvindo... disse...

Apesar de não ter filhos, compreendo bem as suas palavras,
tenho "filhos emprestados" e sinto
por eles algo muito forte também,
mas de facto não passei pela
gravidez nem por parir.
Filhos são uma dádiva da própria
natureza, neste caso,da humana.
Beijinhos e você só pode ser uma
boa e simpática mãe.
Irene

Em@ disse...

Vim aqui parar através do Verde Vida. Gostei do seu perfil e da maneira como escreve. Prometo voltar.
Desejo-lhe dias claros e noites criativas!

Lua Albus disse...

Oi Elaine!!!

Quanta criatividade você tem menina! texto lindíssimo!
Andei sumida mas agora eu volto, e volto com tudo! estava totalmente sem inspiração pra fazer umas postagens legais...

Tenha uma ótima semana!
Lua

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Lindo,Elaine. Eu digo sempre: o amor de mãe é o que mais se aproxima da perfeição do amor de Deus .Beijos e linda semana, sua mamáe e vovó coruja rs rs.

Silvana disse...

Oi Elaine, mas que triste saber que se sente tão sóoo...

Não sou mãe, não sei desse sentimento...

Mas acho que o tempo e os netos amenizarão essa dor...

Beijooo

Lidia Ferreira disse...

Ja faz um ano amiga?Pois e amiga , como diz o ditado " mãe e mãe pai pode ser qualquer um "
Sinto sua dor pela separação e seu orgulho por ela esta bem
bjs amiga

Zé Carlos disse...

Maravilhosa a sua filha garota.... e vc além de linda uma GRANDE escritora, fora é claro a simpatia que só nos encanta.

Beijos querida e obrigado pela visita

PS: Pena vc não ver vídeos, me escreva amanhã tento explicar...

Geisa Machado disse...

Oi amiga!
A Monique tá linda nestas fotos!
Ser mãe é tudo isso que vc descreveu, mas só quem é mãe que sabe, não é?
Mesmo sabendo que ela tem que bater asas e voar, a dor da separação é muito dolorida. E é incrível porque neste mesmo ano nasce o Davi, que é uma alegria pra amenizar uma dor. Esta foto dele sorrindo é a coisa mais fofa que já vi.
Bjussss

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá, gostei do seu belo e profundo texto de amor de mãe...Espectacular....
Beijos

INES disse...

SAUDADE É PALAVRA NOSSA, NAO TEM TRADUÇAO.

E NOS MAES SABEMOS SENTI-LA COMO NINGUEM, COMPARTILHO COM VOCE. ESTOU EM PRANTOS.

AMO VOCES