Seguidores

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Medo Quebrado?



O que há atrás da cortina?
O que esconde o inconsciente?
A janela que descortina os mistérios da mente,
São estrelas longínquas, mas, reluzentes;
Um brilho que ofusca as profundezas do ser;
Iluminando as correntes que impedem de correr!
Passos lentos...O medo quebrado.
A descoberta, o elo, o tempo, a experiência...
O pouco é muito. O passo é curto.
É correr estando parado...
Dormir estando acordado. É vivência.
A cada véu que vai ao chão...
O que fazer com essa nudez?
Sem barreiras, os elos partindo?
Era uma vez...
Uma alma feliz e um espírito perdido.
O que fazer com a liberdade alcançada?
Bem...Sempre se tem a escolha.
Consciência de si, folha por folha.
Descobrir os próprios limites.
Aprender a dizer não.
Atrás da cortina, dos véus de Ísis...
Estou “Eu” então?

Elaine Barnes 1998

44 comentários:

Lady disse...

Nossa, que imagem curiosa não?
A mente é cheia de mistérios, viver é um aprendizado diário.
Nós escrevemos nossa própria história através das escolhas que fazemos.
Depende de nós se o final será feliz ou não...
Muito lindo seu post.
Tenha um dia cheio de coisas boas!
Bj

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Legal.Elaine. Falou de nossos medos por trás da cortina que é a nossa consciência.Medos esses que às vezes nós mesmos nos impomos. h, as escolhas. A gente sempre pensaque está tomando decisão certa, mas seja qual for que seja plena e livre. Olha só, mais uma coincidência. Escrevi hoje MEUS MEDOS só não postei porque estou meio chateado,por isso postei outra. Acho que vou postar MEUS MEDOS amanhã. Beijos. Tenha bela sexta

Chica disse...

Maravilhoso, Elaine! Falar dos medos, do que há por trás deles e de nossas máscaras...Lindo!beijos,chica

Rose Dayanne disse...

Quem somos nós afinal??? Se não nós mesmo... Excelente texto!

Juliana Lira disse...

Elaine

Essa descoberta talvez seja a mais assustadora de todas, talvez por isso o poeta disse:

"...Restam outros sistemas fora
Do solar a col-
Onizar.
Ao acabarem todos
Só resta ao homem
(estará equipado?)
A dificílima dangerosíssima viagem
De si a si mesmo:
Pôr o pé no chão
Do seu coração
Experimentar
Colonizar
Civilizar
Humanizar
O homem
Descobrindo em suas próprias inexploradas entranhas
A perene, insuspeitada alegria
De con-viver."

(Carlos Drummond de Andrade em O Homem; As Viagens)

Conhecer a si mesmo deve ser como abrir aquela porta do barba azul, mas a verdade sempre vem libertar.
Aprender a usar essa liberdade é mesmo a chave da questão.

Milhões de beijos

Cris Tarcia disse...

Elaine, lindo texto, aos poucos vamos superando os nossos medos, aqueles reais e os que criamos , é sempre uma alegria vencer, é uma passo a mais na nossa jornada evolutiva.

Um beijo

Maria Bonfá disse...

Lindo texto Elaine.. como sempre eu digo arrasou..medo.. é tão dificil superar.. te admiro pela pessoa que é, por sua garra, fibra e coragem.. adoro vc amiga..beijão

Luciana Klopper disse...

Que saudade de vir aqui e ler suas singelas palavras!!! amo seu cantinho Elaine!

Sandra Botelho disse...

AS vezes somos felizes atrás da cortina, o desnudar de nossos desejos nos causam dor.
Meio complexo ne, mas é como estou ando pensando.
Era feliz e não sabia.
Beijos

Silvana disse...

Oi elaine!

Nossa, como vc expôs bem nossos monstros (medos) interiores! São tantos deles em mim que perdi as contas...

Muitas travas em minha vida foram por medo. E isso me atrapalhou muito! Até hj ainda repenso meu passado e vejo como fui infeliz na escolha do medo e não da audácia... Fazer o que? já passou...rs

Sempre adoro seus comentários no meu blog. Vc é uma dessas gratas surpresas da internet. Eu me considero sortuda mesmo...

Beijoooo

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Elaine
Ninguém consegue encontrar seu rumo se não conhece a si mesmo. Ninguém consegue amar se não ama a si mesmo.
Beijos

Pérola disse...

Bom dia lindona.
Parabéns pela postagem.
Somos donos de nossa vida,nossos atos são gerados por nós ñ é mesmo?
Um beijo grande.

Elaine disse...

Elaine,
Quero falar que quero um bebê desses que tem as fotos na sidebar prá mim poder morder e dar xero... Que lindo que o Davi está!!!
Fortão, um gato!
Enxuga a baba, vovó rsrs
Beijos, e um cheirinho no Davi

Majoli disse...

Minha querida, essa palavra medo é tão difícil de ser quebrada.
Eu vivo fugindo de mim mesma, por medo de me encontrar, de me descobrir, apesar de ser necessário e posso dizer até urgente que isso aconteça.

1998...12 anos atrás, sei que muitas mudanças ocorreram em sua vida depois dessa poesia.

Me fortaleço quando venho te ler.

Beijos com carinho imenso.
Beijokas no sapeca e lindo Davi.

Pétala_Rosadinha disse...

Costumo chamar meus medos de "meus fantasmas", e vivo travando duelos homéricos com eles.
Lindo poema.
Voar nas asas da coruja é sempre uma linda viagem.

Como diz uma amiga minha,

Montão de beijos.

Rrsrs...

Kimbanda disse...

Elaine, olá.
Palavras que lê-las são sentimentos à flor da pele. "Ses" que procuramos discernir, muros que ultrapassamos, e véus translúcidos que docemente cobrem a alma.

"Ah, deixem-me sossegar
Não me sonhem, nem me outrem.
Se eu não me quero encontrar,
Quererei que outros me encontrem?" F.Pessoa

Lindo e repleto de sensibilidade.
Envio o meu kandando amigo a atravessar tanto mar.

Graça Pereira disse...

Um poema lindissimo, diferente, de medos, de escolhas, de sonhos ...afinal, de vida! Por de trás da cortina...está o que lá pomos!!
Beijo e bom fds
Graça

Livinha disse...

Como você volita....
viagem que te excita e abastece as tuas indagações, você viaja nas imaginações e enriquece as tuas pensamentos.
Adoro!! Fico aqui só te vigiando na espera de cada postagem.
Agora eu que te digo, que sinto o gosto dos teus poemas no ensejo de dizer, que lindo se fosse meu...

Eu adoro metáforas a gente a desfolha e enfeita com lantejoulas
as palavras...

Bjss minha querida
Excelentes os teus escritos
Livinha

Livinha disse...

Medo

O medo é covarde, caronista
da insegurança,
somente em parceria do orgulho,
ele se mostra poderoso
e abrupto, avança!
Não pensa. Imagina e cria,
se envolve, construindo barreira
fria e se aprisiona,
sufocando sua vítima, no poder
que a inflama...
Até que de algum lugar,
surge uma luz e o espanta...
Eis a claridade, dando transparência
na força que emana
e a bela silhueta do amor,
se aproxima, despertando a estima
de cada um...

Não ao medo, Sim ao amor!!


Lívi@petitto

A.S. disse...

Elaine... Gostei de te ler! Muito!
Adorei a expressão poética e da forma como trabalhaste o tema!

Beijo...
AL

Manuel disse...

Boa! Imagem forte da vida.
Um brincar, de forma séria, com as palavras.
Um destapar de emoções escondidas na mascara do dia a dia.
Gostei muito.
Parabéns.

Nana disse...

Que lindo amiga, todo mundo tem medo, mas quando enfrentamos o medo é tão legal né?
Amiga, um ótimo final de semana eee amanhã eu acordo tarde sem medo de ser feliz hahaha
bjsss

Zé Carlos disse...

Elaine querida, só de entrar no seu blog, te encontrar de braços abertos para o mundo e com este sorriso maravilhoso que Deus lhe deu, nem vou olhar atrás da cortina, sei que vindo de ti só poderá ser mais um presente teu.

Um sábado maravilhoso garota linda. Seja sempre assim, o espelho da felicidade e do otimismo.

Beijão do Zé Carlos

Everson Russo disse...

Mesmo a gente acumulando medos pelas estradas da vida, sempre haverá uma saida, uma esperança,,,,temos que lutar sempre contra isso...um beijo querida e um lindo final de semana.

José disse...

Que nada quer esconder
Por de trás da cortina
há um coração de menina
e de uma grande mulher

Virei sempre a correr
seja de noite ou de dia
para aqui vir ler
a tua linda poesia

É do coração
tudo o que escrevi
deixo umn montão
de beijos para ti

Clecilene Carvalho disse...

Não somos cortina, mas alguns vivem uma vida escondidos por uma. Pode ser uma cortina de medo ou de coragem, pode ser também uma que nada esconde!
Perder o medo e ficar nu, mas a nudez também assusta...
Então acho que ser livre é...
Dizer sim; é dizer não... É calar-se, é aceitar as consequências... É estar nu para a vida e viver, mas o mais importante da liberdade é saber o que fazer com ela - Difícil.
Sei que tenho muitos medos a serem quebrados e que por vezes me pego por detrás de uma cortina. Talvés por proteção ou por medo... as duas coisas.

Tô falando demais... rssssss

Olha viajo demais no que vc escreve.

Beijos no coração.

Anita "Menina Flor" disse...

Às vezes, os nossos medos estão ali para nos prOteger de algo pior. Ótimo post amiga. To meio ausente né? É essa minha vida corrida, mas prometo vir sempre aqui, porque vc é uma amiga muito bacana. Bjs e ótimo domingo.

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

O negócio é tirar o véu conforme a vida for pedindo mais clareza. Muita gente tem medo de expor o que é, mas isso depende do receio de cada um.

Elaine linda, você tem maturidade nas palavras e faz da vivência a sensibilidade exata nesse resultado.

Você é uma querida.

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Elaine, vem aqui, vem? Me dá um abraço.. que o seu comentário foi lindo demais, foi forte demais, foi sua alma demais estampada e sentida. O amor é amor, acompanhada ou não, é amor e fim. As formas de amar são infinitas e cheias de novidades. Só não podemos perder a ilusão e viver de ilusão faz a vida mais serena, mais mansa e mais viajada. Viajei nas suas palavras e sempre te achei jovem demais. Tomei um susto quando você disse que já era avó, por isso digo, o amor sempre vem, sempre, mas é sempre mesmo. E que essa sua limonada seja doce, seja mel, porque a sua essência é de uma integridade única.

Beijo, beijo e beijo, menina linda que adoro demais.

Rebeca

-

Silvana Nunes .'. disse...

BOM DIA.
Desculpe a demora em responder, mas estou com meus filhos e genro aqui em casa desde terça-feira e tenho de entrar na fila para usar o computador (rs). Logo voltarei com mais calma.
Obrigada pela visita.
Beijo grande.

Everson Russo disse...

Uma linda semana pra ti amiga...beijos na alma.

Millifer disse...

Obriga querida pela visita e o carinho,vc é sempre fiel amiga gosto muito de vc,como seu netinho tah lindo,um fofo q deus o abençoe e guarde sempre!bjosss fica c/ Deus

Vanda Siqueira. disse...

Elaine querida... amei seu cantinho... já cheguei me apaixonando por tudo que lí...!!!
Amei tanto que já estou levando um selinho seu lá pro meu Blog.
Tem selinho do meu pra você... me honraria muito se você fosse buscar.
Beijos prá você... estarei sempre por aquí.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Elaine querida, a mente de uma
pessoa é algo complicado, e ainda
bem que não é desvendável com
facilidade. Parabéns pelo texto.
Beijinhos/Irene

Blog do Mensageiro disse...

Belo texto, Elaine! Enfrentar os medos e os conflitos internos é o que nos engrandece como seres humanos (além dessa troca virtual, claro!). Obrigado por sua visita e uma otima semana tambem!

Manuela Freitas disse...

Olá Querida Elaine,
Os nossos medos, podem ser criados por nós para nossa defesa...mas nós nunca conseguimos saber o essencial sobre nós mesmos...somos um mistério, no mistério que é a própria vida!...
Beijinhos,
Manuela

Elzenir Apolinário disse...

Amei o texto...aprender a dizer não!!!
Precisamos saber dizer não e sim.O medo é o pior dos sentimentos negativos, pois nos domina completamente. Bjs, querida.

Ricardo Calmon disse...

mININA ALADA eLAINE bARNES ,AGORA É FILÓSOFA AUSSI!

AMEI AMEI E AMEI!

VIVA LA VIDA!

BZU NO CUORE!

HUHUUUUUUUUUU!VIVE LA VIE!

Graça disse...

Oi, Elaine!!!

Filósofa mesmo!rsrs

As nossas angústias e os nossos medos vivem sempre escondidos por trás das cortinas...
É preciso somente isso pra que eles apareçam e fujam de nós: coragem para enfrentá-los e quebrá-los de vez.

Tenho feito assim e tem dado certo!

Muito boa reflexão, minha querida.
Beijos em ti e no Davi (fofo e cute...rs)
Tenha uma excelente semana entrante!

Geisa Machado disse...

Pois é, liberdade é o que todo quer, mas quando a temos não sabemos o que fazer com ela... Por isso que primeiro é necessário desvendar os mistérios da mente e aos poucos conquistar esta liberdade tão almejada e nunca conquistada por completo, porque afinal somos escravos de nós mesmos.
Amiga, me refresca a memória: de qual Serginho vc está falando?
Bjussss

Bandys disse...

Elaine,
Cheguei hoje.
Foi uma mini ferias. Foi mais que isso, foi divino.
Davi ta muito fofooooooooo! Parabéns pras duas corujinhas!hahahaha


Beijos de muita paz!

Majoli disse...

Passando pra desejar uma linda semana e dizer que gosto muito de você.

Beijos mil no ♥.

Beijokas deliciosas nas bochechas do Davi.

Maria Flor! disse...

Olá Minha LInda,

E quem não tem medo quando a cortina abre e o véu cai?

Linda...Linda de viver sua poesia,
maravilhosa inspiração.

Você tá bonita na foto, adorei...

Uma ótima semana, repleta de boas novas.


Grande Beijo.

Maria disse...

ELIANE.....
AMIGA.....

NÃO CONSIGO ENCONTRAR O BLOG DE SEU AMIGO SERGIO????


BEIJJJJJJJJJJJJJJJJJJJJJJ