Seguidores

domingo, 30 de maio de 2010

Sessão Coruja- Lágrimas de Nada


Ah! Esse vazio... Estranha paz triste
O sol brilha lá fora,
Porquê as nuvens estão dentro de mim.
Chove aqui dentro.
Lágrimas de nada, derramadas no vazio.
Ao menos se o gato miasse, se o cão latisse...
Até o rio desliza em silêncio, mas...
Também cairá em algum buraco.
As veias que percorrem meu coração
Ardem como fogo e nesse sufoco,
Carregam minhas nuvens de novo;
Pingam cansadas dentro do meu corpo.
A chuva cai sem oração, sem perdão;
Lágrimas de nada, não saem dos olhos.
Mesmo assim o sol brilha lá fora e agora,
Alguns pássaros rompem o silêncio quente.
Ainda bem que existem pássaros;
Preenchem com seu canto esse vazio.
E nos meus cantos escuros se faz,
Uma luz quase opaca; um pequeno barulho,
De gaiolas com portas se abrindo.
É o barulho da minha chuva se despedindo.
Que paz mais triste!


Elaine Barnes
18/01/2009
Foto Olhares- Thiago Campos
No bloggirls
Uma postagem nova a cada semana,sua visita é importante pra nós.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Simbolicamente...


Com valores, dramas e história,
Ela recebe, serve e acomoda,
Há tantas gerações...
De almejadas glórias.

Na vida, fez escola,
Com altas e baixas notas.
Uma saga de sonhos,
Canções sem refrões,
Cantadas na memória.

Ela é passada por gerações,
De mulheres que servem,
Recebem e se doam.

Muitas se acomodam,
Outras compartilham,
Tem as que não se conformam...
E algumas ainda ouvem,
O som distante das castanholas.

A dança das mulheres alegres,
Sem a astúcia das lebres.
Apenas fêmeas embelezando a espécie.

Entre os dentes dos pentes,
De sonhadoras espanholas...
Guardo a relíquia existente,
Simbolicamente que seja,
Sendo a oitava flor da bandeja.

Elaine Barnes
Amigos,gostaria de convidá-los a conhecer o bloggirls

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Ela Usou Salto Alto

Ela em toda sua transparência vestiu-se de verde.
Até se aprontar... Um ritual lento e caprichado.
Perfumou-se de essência misturada.
Ainda sobre efeito dos amassos...
Podia sentir o doce que ficava.
Um gelo percorria todo seu ser,
Um prazer imenso lhe tocava.
Depois de pronta e toda arrumada,
Eis que alguém resolveu interromper!
A mulher chegou empolgada...
Resolveu contar um caso,
E entre uma e outra gargalhada,
Sobre efeito do seu aniversário,
Jogou a perna pra cima com alegria;
E lá se foi seu sapato...
Pra dentro do copo...
Da verde e caprichada caipirinha!

Elaine Barnes (Fato verídico.
Quem fez a caipirinha foi a Sueli
e quem deu o vôo no sapato
foi a Majoli, rimos até!)

Conheçam nosso bloggirls será um prazer recebê-los!

Sorteio no Bicha Fêmea participe!

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Blogagem Coletiva- O que é mágico pra você?


A convite do Carlos Soares.Recebi a pergunta: O que é mágico pra mim? Aproveito para falar um pouco do domingo especial que tive.

De uma idéia da Sueli Fenixando começamos a trocar e-mails.Começava então a brincadeira. O que iríamos levar, horário de saída...Funcionava assim: Elaine falando: Levarei cuscuz, e os ingredientes para o chocolate quente.
Bonfá na escuta: Levarei o bolo e refrigerante.
Sandra para as bloggirls - Vou fazer a maionese
Sueli - Adorei o nome bloggirls levarei a galinhada.Ops! Explicando: É galinhada mesmo, nada a ver com vocês.rs...
Geisa-Atenção bloggirls levarei a sobremesa!
E assim foi durante mais de uma semana até que tudo ficasse combinado e perfeito para a festa surpresa.
Sueli nos pegou na Geisa. No caminho Bonfá, bolo e sorriso.
Estrada boa, rumo Caçapava.
Dia 16 de maio às 10h da manhã.
No caminho muito papo e ansiedade até chegar na cidade.
Parada ás 11:30h com grito de guerra:
-Majoli, cadê você? Eu vim aqui só pra te ver! (bis)
Lá estava ela emocionada entre amigas, abraços, beijos e lágrimas de felicidade.
Festa surpresa com amor, presentes, alegria...Um domingo diferente oferecido com simplicidade e amizade é mágico. Fazer alguém feliz é mágico!
Sentir-se feliz por participar e proporcionar um brinde de carinho é mágico. Transformar a vida de alguém que amamos, dizendo que a amamos...Vendo os olhos brilhantes, a emoção pulando do peito acelerando um coração sozinho, preenchendo com importância, dedicação e amizade, pra mim um momento mágico!
O amor, o bem querer, o carinho, a alegria, a ternura quando se abraçam transformam num passe de mágica um dia solitário em uma festa surpresa! É só querer.

Elaine Barnes ( Gostaria que participacem dessa blogagem,é só colar o selo,tenho dificuldades ainda em indicar 10 blogs)

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Receita de Chocolate Quente da Coruja


1 litro de leite
1 litro de paciência
4 colheres de chocolate em pó amargo
4 colheres de afago
1 colher de amido de milho
1 colher de amigo querido
1 pedaço de casca de laranja
1 pedaço de esperança
1 pedaço de pau de canela
1 pedaço de beijo na panela
1 cálice de licor de chocolate
1 cálice de coração escarlate
1 lata de leite condensado
1 lata de amor despejado

Separe um copo do litro de leite e dilua a colher de amido de milho.
Leve ao fogo o restante do leite, com chocolate, canela em pó e em pau,o pedaço da casca de laranja e o leite condensado. Depois de bem quente vá despejando o amido diluído e mexendo pra engrossar levemente, assim que desligar acrescente o licor. Está pronto um chocolate quente diferente, feito para um amigo, família ou seu amor! Não esqueça de colocar os ingredientes destacados, senão a receita fica sem sabor.
Um copo de abraços e uma porção de beijos a todos com amor!

Elaine Barnes (pode colocar outra bebida a seu gosto)
Foto Olhares- Autora Fátima Marques

terça-feira, 11 de maio de 2010

Sessão Coruja- Beijo de Panela


Na panela tem manteiga,
Leite condensado,
Chocolate amargo,
Vou fazer uma besteira!

Depois do brigadeiro pronto,
Acrescentei creme de leite;
Piquei bolachas de maizena,
E coloquei na geladeira.

Experimenta!
Vai de colherada sem problema!
Tem sabor de amor...
Com paixão verdadeira.

Derrete na boca e esquenta,
Como um beijo caliente.
Tem o “hum” da pálpebra fechada...
E o doce da língua carente.

Elaine Barnes

14/06/2009

domingo, 9 de maio de 2010

Tarde Demais!


Quisera um dia descrever tua imagem, mas, não o fiz.
O que dizer das palavras, se elas tímidas teimaram em me fugir!
Tarde demais! Quem dera se um dia não me faltassem...Poderia dizer-te que fez de mim alguém; talvez pudesse ter dito mais!
Quem sabe, se as palavras também não lhe tivessem faltado...Poderia ter te abraçado!
Bem, falo de mim para ti. Esqueçamos o passado.
Tardiamente quero dizer que te amei com admiração.
Espelhei-me na tua imagem,
Aquela que não soube descrever por não ter tido coragem.
Sinto tua falta. Ainda que tarde preciso te dizer:
"Como eu quis pra mim este teu grande coração!"
Agora, ainda timidamente, faço uso das palavras,sem medo de escrever bobagem.
Esta tua inesperada viagem, me arrancou uma página que não estava virada.
Faltava um beijo na tua face, um agradecimento...Mais nada!
Agora me falta um pedaço e ainda aceno com mão espalmada.
Não nos dissemos adeus!
Hoje, neste instante posso me despedir com verdade.
As palavras não me faltam mais. Vá em paz!
Mãe, o prazer imenso em te conhecer,me ensinou no perdão das palavras a escrever...Saudades!

Elaine Barnes(Homenagem a minha mãe Nelida Barnes,que suicidou-se aos 48 anos de idade quando eu tinha 24 anos. Uma mulher linda,alegre,criativa, que me ensinou o valor da amizade,da solidariedade e de estender a mão a quem precisar de ao menos...Uma Palavra) Então Doe Palavrasalguém precisa delas mais do que você pensa. Obrigada a todos que vieram a semana toda e me deixaram palavras de afeto,vocês nem sabem o quanto me ajudaram.

sábado, 8 de maio de 2010

Hoje é Domingo!!!



Hoje é domingo,
Ele estava dormindo,
E acordou sorrindo,
Com cara de amigo,
E caixa embrulhada!
E não tem perigo,
Não há castigo,
É só um aviso,
Menina e menino,
Hoje tem goiabada!
Nessa data esperada,
Com hora marcada,
Da barriga gerada,
É tão delicada,
Um colo de flor!
Nesse dia eu sinto,
Que o dia está lindo,
Que a chuva é um pingo,
E eu existindo,
Num jardim de amor!
É da mãe esse dia,
Abraço da vida,
Ela é a poesia,
Toque de alegria,
Seja o filho quem for!
Hoje tem mãe amada?
Tem sim senhor!
Hoje tem mãe beijada?
Tem meu amor!

Elaine Barnes ( Na foto minha filhas Michelle,Monique e meu neto Davi)Parabéns as mães do céu,as mães naturais,as especiais que doam seu amor a quem precisa e também um beijo a mãe natureza.Doe Palavras Faça uma mãe doente feliz ou um filho doente sorrir!

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Hoje é Sábado...


Hoje é sábado,
Carro lavado,
Cliente marcado,
Sorriso blindado,
A sorte chegou!
O caminho andado,
Já foi começado,
O dado lançado,
Trabalho suado,
Regando valor!
Se proposta rolar,
Luz terá meu olhar,
Só pra iluminar,
O caminho de novo!
Porque hoje é sábado!
Dia de churrasco,
De rir do fiasco,
De todo embaraço,
De sentir-me um bagaço,
E uma casca de ovo!
Agora é passado,
Sou o escancarado,
Da boca o bocado,
Da noite um pedaço,
Sou ovo estralado,
No céu estrelado,
Na boca do povo!

Elaine Barnes
Foto Olhares-Autor Rui Lança da Silva
Doe Palavras e faça o sábado de alguém que chora,sorrir!

Hoje é Sexta...


Hoje é Sexta,
Dia de moleza,
Com ar de princesa,
E cuidar da beleza,
Escovar a madeixa,
Pensar na balada!
Estou viajando...
Ainda trabalhando,
Cai na cilada,
De sonhar acordada,
Porque a coisa ta brava!
Mas deixei a tristeza,
Em cima da mesa,
E daquela lerdeza,
Não sobrou nada!
Hoje quero a folia,
Vestir a fantasia,
Desfilar primazia,
Com a unha pintada,
De cara lavada!
Wanderley de Lima,
Deixou-me avisada,
Pra eu ficar linda,
Que a semana se finda,
Com esperança renovada!
Pra me vestir de poesia,
Maestria que fica,
E a sexta é de magia,
Pois hoje é o dia...
Internacional da alegria!

Elaine Barnes
Feliz dia Internacional da Alegria à todos vocês amigões!
Doe Palavras e faça alguém alegre hoje.
Foto Olhares autor- Roberto Gallacci

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Hoje é Quinta...


Hoje é quinta,
A manhã está linda,
A casa ta limpa,
Comprei uma tinta,
Fiquei sem o troco.
Pintei o mofo,
Que tava no muro,
Cansada do escuro,
Olhei com orgulho,
A beleza do branco!
Depois do banho,
Lavei o tamanco,
E sentada no banco,
Tomando café...
Vi que meu pé,
Era um frio picolé,
Sorvete de coco,
Fiquei no sufoco,
Lembrei do meu bolso,
O bolso ta oco,
Gritei por socorro,
Cadê meu valor?
Mas hoje é quinta,
E por mais que eu sinta,
Que a quinta se pinta,
De um bom comprador...
Ainda sei que preciso,
Manter o sorriso
O brilho e o viço,
De um bom vendedor!
Ai que calor!

Elaine Barnes (continuando o domingo sem cachimbo)
Amigo Doe palavras Divulgue essa idéia e faça alguém sorrir
Foto olhares- Erica F.

Hoje é Quarta...

Hoje é quarta,

Acordei animada,
A corda amarrada,
Do pescoço saiu!
Fui ver o Davi,
Pertinho daqui,
Para mim sorriu,
Assim que me viu.
Davi não tem dentes,
Sempre contente,
Que coruja eu sou!
Trabalhei os clientes,
Fiquei descontente,
Porque nenhum comprou.
Olhei no espelho,
Ajeitei o cabelo,
Que a Sandra Botelho,
Para mim cortou.
O cabelo mais curto,
O dinheiro de luto,
Eu luto e não surto,
Pois guerreira eu sou!
Porque hoje ainda é quarta,
E a quarta que passa,
Passa com graça,
Ela vai e eu vou!
Êh Lelê!
“Samba lelê ta doente...
Tá com a cabeça quebrada...
Samba lelê precisava...
É de uma boa lambada!”

Elaine Barnes (foto e cabelo Sandra Botelho)
Clique Doe palavras e faça alguém triste sorrir!

terça-feira, 4 de maio de 2010

Hoje é Terça...

Hoje é terça e

Tem fruta na cesta,
A cesta é de palha,
Na palha tem fogo,
O fogo é teimoso,
E quer me queimar!
Ainda to besta,
Com aquela “vespa”,
Que estava na mesa,
E quis me picar!
Sai a tempo,
Nas asas do vento,
Engoli a seco,
Pra não brigar!
O sapo engoli,
E como sofri!
Mas é outro dia;
Corre cotia,
Na casa da tia,
Que eu vou trabalhar.
Melhor gargalhar!

Elaine Barnes ( na mesma inspiração de domingo)
Clique aqui e doe palavras
Foto Olhares autor Rui de Moura

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Hoje é Segunda...

Hoje é segunda,

Levei pé na bunda,
A bunda tem osso,
Até no pescoço,
No pescoço caroço,
E não dá pra virar!
Cruzei a esquina,
Bati numa quina,
Com dedo esfolado,
Fui trabalhar...
O trabalho é difícil,
Não tenho salário,
Comissão de otário,
Não vou reclamar!
O pc lá tá ocupado,
O telefone cortado,
Aluguel atrasado,
E sentaram no meu lugar!
Meu lugar tá quente,
E me sinto doente,
Meu corpo carente,
E a raiva da gente...
É ter que calar!
Vim pra casa batida,
E olhei a formiga,
A formiga sem fadiga,
Trabalha em conjunto,
Não se importa com o mundo,
Nem com o segundo...
Nem com a segunda...
Se começou ou acabou!
Tanajura eu juro
Que o meu pranto secou!

Elaine Barnes ( Ainda no domingo pé de cachimbo)

domingo, 2 de maio de 2010

Domingo sem Cachimbo


Hoje é domingo,
Tirei pra faxina,
A faxina não acaba,
Chutei a lata,
Fui pra cozinha,
Macarrão no fogo,
O fogo apagou!
Fiquei sem almoço,
E num tem nenhum moço,
Pra trocar o gás que acabou!
O fogão está imundo,
E a barriga vazia,
No estomago do mundo!
O mundo é do povo,
Que colhe o que planta,
Pé de esperança,
Que a chuva inundou!
E na hora da janta,
Fim da faxina,
O gás chegou.
O cachorro sem osso,
Latiu pra vizinha,
A vizinha chamou,
“Tem pão com ovo?”
Sorri e dividi...
E o domingo acabou!

Elaine Barnes (Inspirado do domingo pé de cachimbo, desconheço o autor)
14/01/2010
foto Olhares-autor Sergio HS Pinho