Seguidores

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

sessãocoruja- SORRISO DO MAR


Por mais que eu me sinta injustiçada e agredida.
Por mais que eu tenha que me desgastar...
Por mais que eu tenha que matar um leão por dia...
Todo esse endurecimento desaparece no sorriso do mar.

Tem nele a paz que se encontra com a minha.
Tem ele a grandeza de minh`alma.
Tem a vida guardada nas profundezas,
No silêncio profundo da calma.

Essa imensidão de beleza,
Pra quem conto meus segredos...
Leva pra sua natureza,
Meus anseios e medos.

Seu sorriso vem nas ondas,
Na espuma sobre meus pés...
Conforta minhas dores,
Que se vão com as marés.


Sorriso de sal,
Que me faz tão bem;
Nas noites de lual...
Não abandona ninguém.


Elaine Barnes

26/12/08


DESFILE




Nasce quieta e serena,
Com ares de morena,
Deslizando num tapete bordado;
Num manto tímido e apertado.

Vai ganhando força no caminho;
Exuberante, cristalina,
A desenhar pedras...reluzindo,
Num espelho , seu destino.

Tão doce, revôlta e fria...
Abraça a margem com paixão,
Livre, solta e exibida...
Desce, escrevendo no chão.

A queda findando o desfile,
Coroa a senhora já grisalha,
Se desmancha em lágrimas no declive...
Explodindo em chuva de prata.

Elaine Barnes 1996

13 comentários:

Adolfo Payés disse...

Un placer pasar por tu blog.. me gusto mucho, es acogedor.. te sigo. para poder leerte con mas frecuencia..

Un beso..

Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos..

Everson Russo disse...

O mar hipnotiza a gente, traz uma paz, não tem coisa melhor do que sentar numa pedra e ficar olhando o vai e vem das ondas, o fluir da natureza, o horizonte, ora voce olha ele é azul, depois é verde, cristalino, lindo como um olhar... o outro poema é calmo, tranquilo, é suspiro, amor, tudo que a gente espera de uma paz interior....beijos querida, tenha uma belissima tarde cheia de carinho....

p.s. se não entendeu alguma coisa do registro de obras, pode perguntar, eu podendo ajudar sera um prazer....evr.russo@uol.com.br

Sandra Botelho disse...

Quero a imensidão do mar em minha alma...
Quero das cachoeiras a paz, e a serena calma...
Que lindo teus poemas amiga
sempre arrasando...
Minha miga poetisa!

Lua Albus disse...

Lindo *-*
só digo isso, pena que não vejo o mar a algum tempo... (leia-se anos)

Um beijo

Fatima disse...

Não sei não Elaine, mas penso que o ano de 2008 não foi brincadeira pra vc não.
Bjs.

Manuela Freitas disse...

Olá Elaine,
Vivo perto do mar e de Verão é uma maravilha dar uns mergulhos e ficar com aquele sabor a sal nos lábios, de Inverno também preciso de ir ver o mar e olhando as ondas pensar em toda engrenagem da vida...às vezes trago respostas para os meus dilemas.
Gostei muito dos teus poemas, mas pelo segundo dá-me a impressão que andas um bocado desencantada!...
Força minha amiga, tudo pode mudar de um momento para o outro.
Beijinhos querida,
Manuela

Fatima disse...

Que Deus abençoe muito a chegada do seu netinho. Amooooo bebezinhos!
Bjs.

manuel afonso disse...

Um belo blog, com muita poesia. É a minha primeira visita, mas fiquei seguidor, para voltar com muito agardo.

Anita "Menina Flor" disse...

Olá querida Elaine, cada dia mais seus poemas ficam mais bonitos, que menina sortuda. Ah! o netinho tá chegando heim, que felicidade.

Bjs no coração.

Wanderley Elian Lima disse...

Vivo em uma terra sem mar, quando quero me acalmar vou par as montanhas e lá do alto, vejo um mar de nuvens que parecem brincar entre elas. Isto me acalma.
Beijos

Cris Tarcia disse...

Lindo, senti saudades de caminhar na praia

Beijos

Juliana Lira disse...

O amar é tão tranquilizador, se bem que eu as vezes me assusto com ele, tenho medo da imensidão!

Já a cachoeira, bem sou louca pra conhecer uma, sempre lembro de paixão, amor e poesia ao lembrar de uma.

Lindos como tudo que vc escreve!

Milhões de beijos

Lidia Ferreira disse...

Maravilhoso
Esse mar e vejo nos olhos dos meus filhos e nos olhos do meu amor
Bjs amiga
cada um tem seu mar rsrs