Seguidores

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Esqueça o Atlas



Gosto de massagem nos ombros;
Daquelas que vai soltando os nós;
Melhorando a sensação de ser Atlas,
Carregando o mundo nas costas.
Movimentos redondos Relaxantes...
Olhos fechados... Viajantes,
Enquanto o peso vai sumindo dos ombros.
Passeio na paz. Ouço a música ao longe e vou atrás.
Entro na letra deslizando pela melodia...
Minha coluna se acalma e se entrega aos movimentos
Despedindo-se do peso, libertando-me pra seguir o rio.
Em movimentos perfeitos sigo seu curso a favor,
Sem a pretensão de carregar sua dor.
Sinto meu corpo leve fluindo nesse rio de amor.
Dou carinho a ele, massagem, cuidado...
Sem pecado, Tiro os espinhos da flor.

Elaine Barnes

5 comentários:

meus instantes e momentos disse...

muito bom de ler e sentir.

Majoli disse...

Li e relaxei, que coisa boa isso amiga.
Adoro massagens nos ombros também, parece que alivia até o coração da gente.

Beijos.

(Carlos Soares) disse...

Ah... massagem tira qualquer dor. Física e espiritual. Muito bom.Bom fds,bjs

Anita disse...

Hum! Massagem é tudo de bom, relaxa mesmo.

Bjs e ótimo domingo.

Nem ao menos sei disse...

Muito BOm....Estou viciando em seus textos....Continue a escrever!!!