Seguidores

terça-feira, 29 de junho de 2010

O luto acabou e a página amarelou


Chora não.
Escreve uma canção,
Cante a dor que vai passar!

Se feche não.
Até o belo botão,
Desabrocha pra mudar!

Sofra não.
Um amor tem sua razão,
É livre pra ir ou ficar!

Implora não.
O adeus é uma decisão,
E a chegada é onde quer estar!

Humilhe-se não.
Veja o bambu envergado ao chão,
É tão forte que volta ao seu lugar!

Abandone-se não.
O adeus é um aceno de mão,
E não pode te matar!

Viva então!
Mesmo que se sinta na escuridão...
Ela é apenas o fundo do teu mar.

Suba então!
Trás o tesouro do teu coração...
O poder de escolher, a quem entregar!

Ao entender o luto,
Seu poder é absoluto,
Para de novo poder amar!

Elaine Barnes
Foto Elaine
Namorinho do Davi nos Olhos da Coruja
Quero agradecer com muita emoção a homenagem tão linda que a Juliana Lira me presenteou. O Blog é o Reticencias
Sem dúvida meu emocionado agradecimento pelo acróstico que a Clecilene do Falas da Alma me presenteou também Obrigada amigas!Nem sei o que dizer...Postei junto com meus agradecimentos Nos Olhos da Coruja

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Fora da Caverna Mora a Realidade


Corro,
Socorro!
Olha o morro!

Grito,
Apito,
Olha o mito!

Cinderela,
Panela...
Corre dela!

Sai do mimo,
Chapeuzinho!
Olha o Lobo!

Na quadrilha,
Olha cobra!
É mentira!

Não pira!
Sorria...
Respira!

A realidade,
É a sua cidade,
Olha a claridade!

Luz nessa dor!
Olha lá uma flor!
Perfume o amor!

O amor é seu,
Não é do Romeu,
Esqueceu?

Olha o enfoque!
Não é um reboque!
O que tem no estoque?

Resposta rasteira:
Você se respeita?
Se aceita?

Se assim é feliz...
E é tudo que quis,
Você sabe o que diz!

Eu é que poetei,
E nem pensei,
Que nada sei.

A bola se chuta,
A bala se chupa.
Se lambuza!

Vá pra rua!
Olha a chuva!
Sai da gruta!

Elaine Barnes(tem filminho do Davi http://nosolhosdacoruja.blogspot.com/2010/06/namorinhoavi.html)

Postagem nova no BlogGirls com Maria Bonfá. Não percam!
Meu profundo agradecimento para Clecilene Carvalho do blog Falas da Alma por todo carinho a mim ofertado. Conheçam!

domingo, 20 de junho de 2010

Quando a pergunta é certa a resposta vem!


Amo as manhãs de domingo! O silêncio ao som dos passarinhos, ora um ventinho sopra mais forte e toca o sino dos ventos pendurado em minha janela.
Gosto de ficar comigo sem compromisso com o trabalho, aquela correria desenfreada,atrás do vil metal.
Amo sentar no meu quintal, é como se fosse o lazer da minha alma, extensão da minha casa espiritual. Faço a faxina devagar na casa física,paro quando quero, sento aqui e penso no que sinto...
Posso sair, voltar e ninguém está a me esperar.Não. Não sofro por isso e creio que estar bem comigo mesma, nessa vida, ter conseguido conviver comigo sem dramas, me deu a esperança de preparar o chão de uma nova história.
Uma vez me disseram que quando aprendesse a viver sozinha, estaria preparada para ter um novo amor e me relacionar com maturidade.Pois bem,tudo tem seu tempo, aprendi a viver sozinha e adorar isso, essa liberdade, o não “responder” a ninguém, o compromisso com minha própria vida e evolução como profissional, mulher, ser humano. Aprendi há muito tempo com uma amiga “Hebe de Moura” a me fazer três perguntas e se não obter a resposta tenho que buscar:
O que é a mulher?
Para que serve?
Como funciona?
O que sou? Pra que sirvo? Como funciono?
Foi e é a maneira que encontrei pra me centrar e não me diluir em ilusões, pois a magia, o encanto pelas cores vem da auto-estima e quando ela está nos pés é melhor se perguntar pra quem deu o seu poder, a quem serviu para as coisas funcionarem em baixa?
Tanto as prisões quanto a liberdade estão dentro, numa linha tênue e tão sutil que a chave está na nossa mão e não percebemos. O mundo externo é só um reflexo, uma projeção do que está escondidinho dentro da gente.
Amo as manhãs de domingo, esse silêncio de paz e a alegria dos passarinhos.Posso ver, ouvir, sentir, pensar, decidir, errar, acertar...Dentro de mim funciona uma mente que serve a alma quando acerto; então projeto pássaros e liberdade. Quando erro não foi à alma que servi.
A vida sempre me dá uma nova chance, uma nova escolha, afinal...Sou dela e ela minha. O amor de alguém virá em boa sintonia.

Visite o post da Geisa no Bloggirls
Meu agradecimento a Amigona Sandra Botelho que fez esse template novo pra mim

terça-feira, 15 de junho de 2010

sessão coruja- Que Ponte é você?


Poder levar o bem e o mal.
Poder trazer o açúcar e o sal.
Ser uma ponte consciente;
Que transporta as sementes.

Ser quem leva ao profissional,
A indicação de um cliente.
Ser a ponte pra vida real,
Na estrada da morte espiritual.

Ponte da cura ao doente,
Que o coloca no hospital.
A distancia do paciente,
Que atravessa seu quintal.

Ponte da loucura,
Que atravessa segura,
Por mãos que te guiam,
Até o buraco da fechadura.

Ponte que leva partes de mim,
Até as chaves da liberdade.
Sou a travessia que não tem fim...
Faço a ponte da amizade!

E que ponte é você?
Que não se ama de verdade?
Como pode levar o que não tem,
E trazer a felicidade?

Uma ponte está acima do bem e do mal.
Sente e leva sem julgamento um cristal,
Ou um grão de areia no vendaval.
Cuida das suas partes perdidas por igual!

O que importa é o resultado da travessia.
O que importa é a intenção do guia.
Ser ponte é ser o coração que alivia.
É ser esperança pra vida vazia.

Pontes de sonhos e fantasia.
Pontes de realidade e sabedoria.
Pontes que mostram o caminho.
Pontes que despertam a poesia.

Elaine Barnes ( cuidando das partes de mim)

18/09/2009

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Está na Hora de Amar!


Como é bonito ver:
Duas bocas se beijando,
Quatro braços se abraçando,
Duas mãos se levando,
No caminho dos pés!

Eu adoro ver:
Os olhares se mirando,
Os sonhos se cruzando,
A vida se encontrando,
Sem usar a marcha ré!

Gosto de ver:
O orgulho descendo,
O medo morrendo,
A defesa caindo,
O amor nascendo,
Abençoado na fé!

Como é lindo!
Sair do labirinto,
Ver o sol sorrindo,
A terra florindo,
O mar se abrindo,
Namorando a maré!

Elaine Barnes
Foto Olhares-Autor Nuchassb
Gostaria de convidá-los para o novo post no bloggirls

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Fiu fiuuuuuuuuu!


Ah sei lá viu!
Pensei num rabo e lembrei de rabanete,
Pensei na pele lembrei do sabonete!
Pensei no céu lembrei de um passarinho...
Pensei na minha casa lembrei de um ninho!
Tem dias que as idéias embaralham,
Tem horas que as coisas sérias se espalham.
O que é, parece lembrança...
O que não é, me dá esperança.
Vejam só que coisa louca...
Escrevi na lousa:
“Eu só sei que nada sei”
E me lembrei!
"Eu sabia que o sabiá,
Sabia assoviar!"
A natureza é sábia,
Desprovida de empáfia.
Pensei na terra e no matuto,
Lembrei na hora do macuco.
Sabedoria matuta que não tem um doutor.
Da solidão do macuco,
Lembrei de quem não tem um amor...
Ah sei lá viu!
Tem horas que um bico é só um assovio!
Fiu fiuuuuuu!


Feijoada com as bloggirls