Seguidores

quarta-feira, 19 de outubro de 2011


Já ia longe o frescor da juventude;
A pele firme, os traços bem feitos.
Já ia longe os filhos crescidos,
Desmamados de seus seios.

Ela, somente agora estava crescendo.
O tempo fez sua história;
Parecia ter passado muito lento,
Como brisa na sua memória.

De estrela, virou constelação.
Dera vida a uma família;
E o sol que aquecera seu coração...
Escondeu-se na lua tão fria.

E assim respirou sozinha,
O ar da noite, da cama vazia.
Na alma uma abelha rainha,
No seu interior, o mel existia.

E assim descobriu o amor,que
Sempre fora seu companheiro,
Mas não viu. Não buscou no interior,
O procurou no parceiro.

O doce sentido da vida,
É agora seu abrigo,
Seu chão de relíquia,
É estar de bem consigo!

Uma paz terna,
Que a maturidade trás.
Quem dera fosse eterna...
E não a abandonasse mais!

Elaine Barnes

Amigos obrigada pela paciência. Ainda estarei sumida,mas, peço que visitem o novo Blog Girls Sinto saudades de todos,mas, ainda não estou pronta pra voltar. Não tenho inspiração e o tempo que me sobra agora é bem curtinho. Espero logo estar correspondendo ao carinho de todos.

23 comentários:

Gilson disse...

Elaine

Que bom poder te ler de novo. A vida é assim vai passando e vamos aprendendo, as vezes na hora certa, as vezes um pouco mais tarde. Mais o importante é aprender.

Abs

BLOG DE POESIAS DO PROFEX disse...

Elaine corujona, tudo lindo por aqui. Bebê lindo, textos e poesias também. Um grande abraço!

✿ chica disse...

Tua inspiração não te deixou...Está aqui a prova.Lindo poema! beijos,tudo de bom,chica e gostei de te ler e ver aqui!

Sandra Botelho disse...

Oi amiga, to de volta...hehehehe! Consegui encontrar nesses bares da vida, sentada num cantinho, palida e triste, a minha inspiração.
Tomava um martine, e fumava um cigarro, nos olhos uma tristeza indolente lhe deixava a face vazia. Um barzinho mais ou menos, onde o cantor alcoolizado de olhos vermelhos cantava, Não se váaaaaa!. Quando ela me viu, do canto dos seus labios vi surgir um quase sorriso sabe? Daqueles que querem ,mais não querem sorrir?...Tirei ela dali, pelas mãos, a levei pra ver o mar, pra voar, pra sentir o gosto doce de um beijo e o sabor ardente dos desejos.
Aquela mulher que antes parecia farrapos voltou a se iluminar, jogou o copo fora, apagou o cigarro e voltou pra mim. Estamos nós duas lá no Meu Aconchego.
Te espero, por lá tá?
Bjos achocolatados

Sandra Botelho disse...

Lindo teu poema, essa paz que a maturidade nos trás, essa sim é a paz que tanto merecemos. Bjos, amo você

Sueli disse...

Amiga, essa poesia é linda! E fala muito de mim, também. Maturidade é isso aí! (e não estou falando de idade...). Beijo grande!

Cynthia disse...

Olá sumida, só passei pra deixar um beijo. Cynthia

MAILSON FURTADO disse...

E como é bom descobrir o amor...

Sonhadora disse...

Minha querida

Tinha saudades dos teus poemas...e neste escreveste a alma.
Volta quando estiveres preparada, cá te esperamos.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

RosanAzul disse...

Minha querida Elaine, que saudades de ti... Voltando em grande estilo amiga! Parabéns!
"E assim respirou sozinha,
O ar da noite, da cama vazia.
Na alma uma abelha rainha,
No seu interior, o mel existia."...
Adorei teu poema! Parabéns!
Um grande abraço de paz e luz!
Rosana

José disse...

Olá Elaiane, bom dia, fazia tempo que não passava por aqui, mas fez-me bem ter lido o que li, e gostei de tudo o que por aqui vi.

Beijinho,
José.

Orvalho do Céu disse...

Ola, querida
Quando achamos o amor dentro de nos... nada mais e tristeza...
Bjm de paz e otima semana
(desculpe-me o teclado nao estar acentuando)

Cynthia disse...

Oi Elaine, sua coruja de porto seguro chora todos os dias querendo a mamãe dela ahahaahahaha, pois é amiga quando virá buscar sua filha?
Posso passar qquer dia no final de tarde na sua casa bem rápido só pra deixar sua fofinha. Espero que tudo esteja ocorrendo maravilhosamente em sua vida. Beijos Cynthia.

Manuel disse...

Adorei, como sempre adoro, a sua poesia.
Mas este regresso é o que me fica no pensamento.
Finalmente!....

Milene Lima disse...

Como assim tua inspiração te deixou? E o que lemos aqui é o que mesmo, se não poesia derramada no melhor estilo, meu bem?

Saudades de ti, corujinha querida.

Cynthia disse...

Oi Elaine, só passei pra deixar um beijo, Cynthia.

RosanAzul disse...

Oi Elaine!! Como vai amiga?
Passando para te desejar um bom fim de semana! Beijão, Ro

Juliana Lira disse...

Elaine

Vim te ler e procurar saber como vc tá... Nunca mais tive notícias tuas, andei preocupada.
Espero que tudo esteja melhor e que vc continue sendo a mesma pessoa especial que me cativou.

P.S: Entendo a falta de inspiraçao e tempo. Quase fechei o Reticencias por conta de ambos. Mas nao consegui, dá uma pena...


Milhoes de beijos

Cynthia disse...

Nossa Elaine, as coisas estão sempre corridas, mas preciso realmente te ligar para te ver, vou ver se consigo nessa semana, espero que esteja bem. Bjs Cynthia.

Livinha disse...

Puxa, quanta saudade daqui, dos teus versos,da fragância de tua alma a saber encher páginas de flores, na leveza de tua calma...

Li o teu recadinho abaixo, dizer que por tenpos andamos assim... Hora inspirados demais, horas sem nada por fim... mas no coração do poeta, há sempre coisas guardadas, que pelo tempo se deixa descobrir pelo vento, transformando o que vai dentro em letras de pensamentos...

Saudade minha amiga...
por lá em minha casa de alegria, sempre rememorando postagens e te leio os comentários tão calorosos que gosto muito...

Pra ti o meu abraço e muita inspiração em teus riscos abençoados...
Feliz semana

Bjs

Livinha

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida

" Das alturas orvalhem os céus,
E as nuvens que chovam justiça,
Que a terra se abra ao amor
E germine o Deus Salvador"...

Fico tão sem palavra para agradecer o carinho imensurável com que me cumula ao longo do ano que só posso lhe dizer que te amo fraternalmente...
Seja muito abençoada e feliz, amiga!!!
Bjm de paz e FELIZ NATAL... apesar de qualquer vestígio de dor em seu coraçãozinho....

"Quando eu estiver contigo no fim do dia, poderás ver as minhas cicatrizes,

e então saberás que eu me feri e também me curei."

Tagore

Silenciosamente ouvindo... disse...

Venho desejar-te um FELIZ E SANTO
NATAL.
Beijinhos
Irene

Socorro Melo disse...

Oiê!

A maturidade nos traz sabedoria, conforto, e autoconhecimento. E ficou muito atraente cantada em seus versos.

Paz e Bem!
Socorro Melo