Seguidores

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Sessão Coruja-Sentei Nas Palavras


Ah hoje estou assim...assim...
De meia lua. Minguada !
Meu corpo treme e sinto que é raiva.
Ah! Enfim desocupou um banco!

Queria tirar o tamanco...
Deixar as pernas jogadas!
Ai, preciso tanto de mim!
E tem tanta gente aqui...
Eu estou tão irritada!
Tem um cara dormindo ao meu lado,
O corpo todo relaxado...
E o meu todo travado...
Sentado nas palavras!
Que dia viu! Estou sem paciência!
Esse barulho tampando o túnel do meu ouvido,
lá dentro desesperado sacodindo meu grito...
No labirinto da inconsciência.
Duvido!
Nem sei se estou cheia ou vazia!
Acho que hoje estou andando no vácuo da fé.
Com raiva também desse esmalte velho no pé!
Engoli os "s"mesmo e daí? Eu tô uma azia!
Ah, enfim meu apito!
Quero sair desse ébano,
Esse metrô é um bandido;
Então....Abre-te Sézamo !
Elaine Barnes (chutando as letras)
10/12/2008

38 comentários:

Lidia Ferreira disse...

rsrrs minha querida eu amei, parece que posso te ver sentada pensando esse poema rsrsrs muito bom
bjs

dja disse...

nossa acho que sentei tbm rsss
bjos lindona

Sandra Botelho disse...

nossa amiga, só vc mesma, pra fazer de uma viagem de metro, uma obra de arte...Amei de montão.
Muito bom mesmo viu?
Bjos achocolatados

Hugo de Oliveira disse...

Bonito poema, super lindo.
Adorei.

abraços

Milene Lima disse...

Eis aí a poetisa, verdadeira, que de tudo espreme a poesia.

Sigo admirando, moça.
Beijos.

Chica disse...

Lindo e muito bem colocada cada palavra nele.Adorei!beijos,chica

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Elaine
Tem dia que a coisa tá feia, o saco enche de tudo e de todos, nesse dia o melhor é nem sair de casa.
Beijos e + beijos

Marcia Morais disse...

que se abram então beijos!

Mariana disse...

Q viagem mais agradável e ainda não custou nada em dinheiro.
Muito inspirada estás a senhorita.
Beijos.
Teu neto está cada dia mais belo.

Fulvio Ribeiro disse...

Eita... Como é boa a coisa por aqui!!!
gostei muito, Grande Abraço.

Sonia Pallone disse...

Poeta que se preza faz poesia até dentro do metrô...kkk.... É isso aí amiga, tem hora que a gente tem que chutar as letras e o páu da barraca. Bjs moça querida.

Fatima disse...

Sempre ótima!
Bjs.

Manuel disse...

A forma como brinca com as palavras deixa-me fascinado.
Interessante como torna maravilhosa essa desinteressante viagem de metro.
Obrigado por estes momentos.

Sueli disse...

Até no chute tu escreves gostoso e sabe brincar com as palavras como ninguém! Ai, adoro vir aqui e aproveito hoje enquanto a chuva não passa... Bendita chuva! Beijo!

Beatriz Prestes disse...

rsr Adorei amiga querida!!
Cada verso me parece você inteira!!
De todas as formas, você é intensa e cheia de vida!
Beijo carinhoso amiga que adoro!
Bea

Madre Madalena da Santíssima R.A. disse...

Querida Alma Magra em Cristo
Você é uma abençoada por Deus por escrever coisas belas.
Santo Ósculo em seu coração!!

Nathália (Ná) disse...

Adorei minha querida. Passando também para te deixar um abraço bem apertado.

BJSSS!

Everson Russo disse...

As vezes ficamos assim mesmo,,,como a lua...faltando um pedaço,,,mas sempre brilhando de alguma forma...grande beijo de bom dia pra ti querida.

José Carlos Brandão disse...

Olá, Elaine.
Nem tudo azul, mas com garra para ver a beleza por trás das coisas, para desabafar as dores.
Beijo.

Marlene disse...

POEMA LINDO AMIGA VOCE ESCEVE MUITO BEM GOSTEI DE CONHECER SEU BLOG,
TENHA UM INDO DIA BJS MARLENE

Michelle Valente disse...

kkkkkkkkk! adorei mãe!
o metro tb me causa essa impacieca, principalmente das pessoas que andam devagar na minha frente!

beijos mãe!
te amo!

Anita "Menina Flor" disse...

Tem dias que não estamos nem para nós mesmos. Tudo está pelo avesso. Mas no outro dia é outro dia e tudo volta ao normal, na santa paz de Deus.

Beijos no coração.

Everson Russo disse...

Um maravilhoso final de semana pra ti querida amiga,,,muita paz e muita poesia...beijos e beijos.

Valéria Sorohan disse...

A vida nunca é simples, mas é sempre emocionante.

BeijooO*

Pérola disse...

Caraca!!! Muito bom,tem dia que a gente se encontra assim,aquela vontade de chutar o pau da barraca rs.
Porém, atualmente me encontro mais"ZEN"a calmaria ainda é a cura para as nossas neuroses rs.
Beijokas minha flor.

Maria José disse...

Amei Elaine. "Não sei se estou cheia ou vazia". Às vezes nos sentimos assim mesmo. É importante deixar a raiva sair, ir embora, para que o coração se ocupe com outros sentimentos mais amenos. Beijos e bom fds.

Madre Madalena da Santíssima R.A. disse...

Querida Alma Magra em Cristo
Sentou nas palavras e não mais se levantou? Aproveita e escreve algo novo. Estou com saudades.
Santo Ósculo em seu coração!

Madre Madalena da Santíssima R.A. disse...

Querida Alma Magra em Cristo
Esfirra aberta ou fechada é algo indecente, pois elas engordam.
Mulheres decentes trazem uvinhas.
Santo Ósculo em seu coração!

Majoli disse...

Amiga, chegando devagarinho...rsrs.
Amei seu torpedo, viu?
Nem deletei, gosto de reler...rsrs.
Me lembro de ter lido Sentei nas Palavras, e gostei muito.
Agora ao reler, pensei, quantas vezes a gente, em nosso dia a dia passa por situações semelhantes, mesmo que não seja no metrô.

Beijos enormes no teu ♥
Amo você, és muito importante pra mim viu?
Quero me perder de ti não.

Lidia Ferreira disse...

Minha querida vim te avisar da entrevista que eu fiz com a Geisa
no meu blog
bjs

Amor feito Poesia disse...

Humildade verdadeira resulta em tanto poder
da verdade e silêncio interno que você não
precisa dizer absolutamente nada com as palavras.

(Dadi Janki)


Feliz semana e beijos meus! M@ria

RosanAzul disse...

Um belo escrito Elaine! Parabéns!
Deixo um beijo azul com meu desejo de uma semana abençoada e feliz!
Meu carinho,
RO

=Ligia= disse...

oie.
Nossa... hoje lendo seu poema me identifiquei muito...
ando assim como vc...
não sei se estou cheia ou vazia... aff... como pode essa sensação nos encomodar, né...
mas enfim, temos que ir levando...
Boa semaninha!
bjks e fique com Deus!

Elzenir Apolinário disse...

Está mto brava, Elaine, mas tem dias em que ficamos assim mesmo: impacientes.O bom é saber que tudo passa. Bjs

Cacá - José Cláudio disse...

Oi, Elaine, trouxe um recadinho do Milton nascimento para te alegrar:

"Mande notícias do mundo de lá
Diz quem fica
Me dê um abraço, venha me apertar
Tô chegando
Coisa que gosto é poder partir
Sem ter planos
Melhor ainda é poder voltar
Quando quero

Todos os dias é um vai-e-vem
A vida se repete na estação
Tem gente que chega pra ficar
Tem gente que vai pra nunca mais
Tem gente que vem e quer voltar
Tem gente que vai e quer ficar
Tem gente que veio só olhar
Tem gente a sorrir e a chorar
E assim, chegar e partir

São só dois lados
Da mesma viagem
O trem que chega
É o mesmo trem da partida
A hora do encontro
É também de despedida
A plataforma dessa estação
É a vida desse meu lugar"

Abração. Paz e bem.

Livinha disse...

Elaine!!!!!!!!!

Adoru os teus repentes.
Poetisa linda e cheia de humor, mewmo estando com vontade de chutar o balde, mandando ver muito bem...
Foi bom que eu precisava relaxar e o teu esmalte do pé, me fez rir, esburrachar,
ai meu deus o que é que há,
se tudo tá bem e não presta, diacho que hora é esta, é melhor é se mandar!


Adoro tu!

Bjs

Livinha

Ainda vou te conhecer e te dar um uta do tamanho de metrô
Grannnnnnnnde!!!

Tatiana disse...

Pois é Elaine tem dias que estamos realmente assim... E tudo que queremos é que a estação da felicidade chegue mais rápido!
Um abraço carinhoso

AFRICA EM POESIA disse...

AMIGA


SAUDADES


POESIA


A poesia
É magia
Magia linda
Sem idade...
Sem rosto...
Sem cor...

E todos os dias...
O poeta pode olhar...
Pode ver à sua volta...
E fazer dum pequeno nada...
Um mundo diferente...

E fá-lo muitas vezes...
Com loucura...
Porque o poeta...
Põe no papel o melhor de si...
Escreve... sonha... e faz magia...

E pobre daquele...
Que não põe poesia
Naquilo que faz...
E que nem sequer...
Consegue sonhar!...


LILI LARANJO